quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Dom Pixote

O mundo do futebol é um verdadeiro livro aberto.

Tivemos há dias um deboche literário, tendo como protagonistas Jasus e Mourinho.

Nestas verdadeiras pérolas do universo tuga, Jasus veio dizer que não conhecia D’Artagnan, tal como os ingleses não conheciam Talisca, mas Mourinho parece estar a perder os seus dotes de tradutor e percebeu tudo ao contrário.
Só assim se percebe que tenha vindo congratular-se por Jasus ser íntimo de D’Artagnan e dos livros de Alexandre Dumas, enquanto ele é mais gramática e outros livros sexualmente excitantes.

Entretanto, hoje ficámos a saber que o France Football compara Bruno de Carvalho a Dom Quixote.

Deste modo, paramos a meio a leitura de  Dumas e passamos para Miguel de Cervantes.
Fico é sem saber se a publicação francesa está a tentar elogiar a cruzada de BdC contra os fundos de jogadores.
Preciso que Mourinho me traduza, porque estou um bocado confuso.
É que Dom Quixote lutou contra moinhos de vento, pensando serem ameaçadores gigantes.
Toda a sua quimera foi fruto da sua imaginação…ao contrário dos problemas profundos que afectam o futebol português (e não só) que são tudo menos uma esquizofrenia momentânea.

Agora fico à espera da próxima alusão literária.
Será baseado no livro “Memoria de Mis Putas Tristes”, de Gabriel García Márquez?

Ontem tinha sido um dia bom para lançar o mote, depois da decisão do CD da FPF ao limpar o cadastro de Pinto da Costa.
Este personagem será o Dom Pixote de La Noche?