quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O rir e o folgar

Não, não pretendo ser muito sarcástico. Só um pouco.
O tempo não está para muitas brincadeiras, dado que atravessamos duas crises que há uns anos seriam inimagináveis.
A de Portugal (ligeiramente mais expectável) e a do Sporting.
Pois bem, depois de uma semana onde mais uma vez tudo nos parece acontecer, eis que chega Vercauteren, o homem onde irão recair todas as atenções, mesmo que ele já não tenha idade nem disponibilidade para entrar em campo e tentar resolver alguma situação mais embaraçosa.
O belga chegou rotulado por todos, quer pelos simpatizantes quer pelos eternos desconfiados.
Para uns tem currículo, para outros nem sequer tem nome mas, penso, todos lhe desejaremos o melhor, excepto os adeptos rivais e, eventualmente, alguns sportinguistas ávidos de mais sangue para ser mais fácil atingir os seus propósitos.
Eu também aguardo com expectativa os próximos episódios da telenovela de terror em que esta época se transformou mas, confesso, foi com misto de incredulidade e riso que me deparei com uma pequena notícia de hoje.
Vercauteren dá folga, no primeiro treino com o plantel. 
Assim, os atletas leoninos tiveram direito a dois dias, depois do cansaço extremo a que têm sido sujeitos (digo eu).
Penso que a nossa equipa deverá ser a única a ter dois jogos por semana, sem contar com as outras 79 das competições europeias.
Além disso, ainda ontem foi visível na fotografia que correu célere pela internet, que alguns estão de rastos, como ficou patente no descanso do guerreiro...Jeffren.
O hispano-venezuelano não deverá perder a oportunidade de pôr o sono em dia, pois tem sido sujeito a demasiada intensidade, depois de quase um ano sem competir. Estas coisas ressentem-se, e o corpo acaba por ceder.
Muitos outros se juntarão a Jeffren e agradecerão a benesse, pois toda a equipa denota uma apatia que só o cansaço acumulado justifica.
Ou seja, depois de quase um mês desde a saída de Sá Pinto, eis que surge o ansiado treinador. Como se não bastasse tanta parcimónia na escolha, este chega e manda todos descansar.
Também nós andamos cansados de ler, ver e ouvir muita coisa mas, como o "O rir e o folgar não é pecado", temos que nos ir divertindo com os fait divers da actualidade leonina.



 

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Deitar tarde e levantar cedo, cria carne e sebo


Há quem ache que o Sporting está de rastos.
Eu, tenho a certeza.
As culpas desta situação têm sido repartidas por direcção e equipa técnica mas, mal ou bem, os jogadores têm conseguido passar por entre as gotas da chuva, mesmo que sejam eles os primeiros a ouvir os assobios e a insatisfação dos adeptos.
É que, desde a primeira hora, passou para a opinião pública a certeza de que este era o melhor plantel, desde...desde...os 3 pífaros (Jardel, João Pinto e Niculae), mesmo que nunca tenham feito esquecer os 5 violinos.
Pois bem, se há algo que tem saltado à evidência, à parte da qualidade técnica da maioria, é que a intensidade, a entrega, a dedicação à causa tem deixado muito a desejar.
Não sei se há motivos circunstanciais para alguns tristes exemplos mas, ao verificar a fotografia com atenção, tudo fica mais claro.
Carrillo foi notícia por ter ido fazer uma noitada às Américas mas, pelos vistos, também por cá a sonolência está em barda.
Ou isso, ou era o jogo que deixava qualquer um indiferente.
Continuem a dormir que, quando derem por ela, já o avião partiu.




segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Zero, como não podia deixar de ser

Começo a acreditar na inevitabilidade daquilo que estamos a viver.
Vou poupar-vos a mais sofrimento, boicotando solenemente um comentário a mais um dos patéticos jogos e exibições que pude ver do Sporting, em muitos anos de vida.
E o abismo cada vez mais perto!!!
 
 

Sporting - Académica (directo) 20.15 horas

Vamos lá acabar com a mala pata!!

Podem seguir em directo o desenrolar do jogo, a partir das 20.15 horas, na SportTv1 ou numa das ligações que a seguir disponibilizamos.






Sporting - AAC (link 1)

Sporting - AAC (link 2)

Sporting - AAC (link 3)

Sporting - AAC (link 4)


Sporting - AAC (link 5)




Peste negra

Cinco meses depois, eis que a peste negra regressa a Lisboa.
Foi aí que tudo começou, por não querer dizer que foi aí que tudo acabou.
Essa malfadada final da Taça de Portugal marcou o espírito dos adeptos mas, quer-me parecer, marcou a ferro o espírito da equipa que, daí para cá....nestes longos e penosos meses, só soube vencer duas vezes em jogos oficiais.
Os erros e postura que ditaram essa dolorosa derrota parecem ter-se perpetuado no tempo mas, como...não há mal que sempre dure, nem bem que não se acabe...penso estar na hora de virar, de uma vez por todas, este inédito ciclo negativo.
A peste negra também é conhecida como peste bubónica mas, espero eu, não iremos fazer de bobos outra vez. 
O ano passado ouvi dizer imensas vezes que era o ano zero do projecto.
Foi, efectivamente, um zero absoluto.
Contudo, já li hoje que este é o dia zero, pois despede-se Oceano para entrar Vercauteren.
Se assim for, estou desejoso que chegue o dia um, pois o nosso ex-treinador da equipa B leva um rotundo zero, em vitórias ou, até, empates.
O que mais me preocupa, no entanto, é o persistente zero no nosso marcador, que faz compreender e justificar a classificação e galopante intranquilidade.
Cinco singelos golos, à entrada para a 7ª jornada, faz de nós a segunda pior equipa do campeonato neste apartado.
Pois, desde que começámos com os jogos a feijões que venho apontando para este défice, talvez ainda maior que o que aflige os nosso governantes e o País.
Alguns quiseram menosprezar os preocupantes indícios mas, agora, tivemos que improvisar com o comboio em andamento. Não pode entrar ninguém, não se podem fazer retoques no plantel, pelo que resta esperar que o treinador indigitado saiba retirar suco de pedregulhos (sem pretender fazer qualquer analogia com os nossos atletas).
Exige-se uma vitória, contra ventos e marés, porque tudo o que não sejam 3 pontos será catastrófico para o clube.
Esperemos que seja encontrada a cura contra a peste que nos atacou.

domingo, 28 de outubro de 2012

Sporting B - Braga B (directo) FINAL 3-2

Sporting B - Braga B (directo)


O Sporting B joga, daqui a minutos, o encontro a contar para a 11ª jornada da II Liga.
O jogo decorrerá no Estádio Municipal de Rio Maior, a partir das 17h00 e terá transmissão no site do Sporting ou, como alternativa, no link que disponibilizamos.




Sporting B - Braga B

Sporting B - Braga B

Sporting B - Braga B 

FINAL

Sporting B 3 (Esgaio, J. Mário, Rúbio) Braga B 2 

sábado, 27 de outubro de 2012

H A Cambra - Sporting (Hóquei em Patins)

Sporting e Cambra encontram-se hoje em jogo a contar para a 4ª jornada do Nacional da 1ª divisão.
Num campeonato que se antevê bastante competitivo para os lugares para os quais o Sporting irá lutar, estes jogos apresentam todos um grau de dificuldade e importância acrescida.
Apesar da derrota com o Porto ter mexido com o ego de alguns, o facto é que estes é que serão os jogos que deverão requerer a nossa máxima atenção, apesar da inevitabilidade de gostarmos de reviver um clássico da modalidade.
Mesmo que o campeonato ainda ser uma criança, o facto é que apesar de termos tido um calendário com uma dificuldade de grau elevado, a classificação parece querer demonstrar que há que contar com a equipa para não passarmos sobressaltos, de modo a que este projecto possa-se ir cimentando no patamar mais alto do hóquei em patins.
O evoluir do resultado poderá ser seguido aqui no blogue, a partir das 18.00 horas.

Classificação à entrada da 4ª jornada








5 inicial - Igor Alves, Diogo Lã, Carlos Trindade, Tiago Nogueira e Marinho


Intervalo:

HA Cambra 3 (5',17',21' p.) Sporting 1 (Diogo Lã 6') 

FINAL

HA Cambra 6 (9',12',19')  Sporting 5 (Marinho 5', Trindade 5, Marinho 13'', T.Roquete 15')





Sporting - Benfica (juniores) 1-0 final

Apesar das informações para este jogo, hoje, chegarem a conta-gotas, iremos tentar  manter-nos actualizados relativamente ao derby que gera tantas paixões, mesmo num escalão de formação.
O Sporting viveu mais de um século sem TV mas, a cada dia que passa, parece mais premente a sua inclusão no dia-a-dia dos sportinguistas espalhados por esse país fora.

Intervalo:

Sporting 0 Benfica 0 


Ao intervalo  entraram Wallyson e C. Mané e saíram R.Tavares e Farley


FINAL

Sporting 1 Benfica 0 


Aos 60´ sai L.Cortez e entra C.Ponde 
GOLOOOOO de cabeça..... de Wallyson 
Últimos minutos com 1 a menos. Expulsão de Fabrice 

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Ainda a Festa do 10º aniversário

Ainda na sequência das celebrações do 10º Aniversário do Núcleo da Carapinheira, que foi celebrado no passado dia 21, hoje vou publicar algumas "réplicas" do evento.
Infelizmente a actualidade foi-se sobrepondo à divulgação da nossa Festa, mas nunca é demais recordar os bons momentos vividos e o reconhecimento público por parte dos galardoados, mesmo que sejamos nós, Núcleo, bem como toda a família sportinguista, a estar gratos pelo contributo que estes deram ao engrandecimento do nome do Sporting.
A festa foi notícia, para muitos, pelas palavras ásperas do presidente Godinho Lopes a outras infelizes personagens que fazem notícia a cada dia.
No entanto, esse momento não se devia sobrepor a todos os outros que foram vividos pelos presentes, fossem eles simples adeptos, simpatizantes ou individualidades.
Isso é possível constatar nos espaços do Eng. Gilberto Borges e Ricardo Andorinho, bem como no da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, cujas ligações se encontram seguidamente.


Blogue okvarius (clicar)


Aproveito também para publicar o vídeo apresentado na Festa, que pretendeu, de um modo simples e resumido, ilustrar os seus feitos e o das secções a que os galardoados pertencem ou pertenceram. Claro está que o "super-adepto" Vítor Araújo não consta do filme mas, como disse o nosso apresentador Henrique Salgado, ele implicitamente está em todos eles pois a sua dedicação ao clube levou-o a assistir à maioria dos feitos retratados.
video

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Tão previsível que já nem chateia

Hoje quebrei uma promessa!
Tinha dito para mim próprio, e publicamente aqui no blogue, que só voltaria a ver um jogo quando a equipa me provasse, através de dois ou três resultados, que estava na disposição de alterar o rumo.
Quebrei a promessa, e fui castigado por isso.
Deixei de ver o jogo aos 75 minutos, aquando da expulsão de Boulahrouz, mas passados uns minutos tive uma recaída, como que a querer acreditar que os rapazes, hoje, poderiam querer demonstrar que tudo não tem passado de um desafortunado acaso.
Pois bem, em má hora o fiz, pois ainda fui a tempo de ver 10 matraquilhos a defender um pontapé de canto e o Genk, sem ter feito nada por isso, a vencer um jogo que não mereceu e a atirar-nos  ainda para mais fundo, no abismo.
Curioso que os jogadores belgas mal celebraram o golo, como quando uma equipa vence outra nitidamente inferior. Pareciam que não tinham feito mais que a sua obrigação, mesmo que esta época talvez não tenham tido muitos jogos onde passaram tanto tempo a ver o adversário jogar.
Ainda só perderam uma vez esta época, e hoje foram nitidamente inferiores, mas souberam esperar.
Eles sabiam que pela frente estava o Sporting, ao qual basta criar uma oportunidade para marcar dois golos.
Torna-se incompreensível que uma equipa que, supostamente, está refém da intranquilidade e de jogar sobre brasas, jogue no seu sector mais recuando arriscando, a cada passe, mais uma espera no aeroporto ou uma cabeça na guilhotina.
Foi assim que se ofereceu o golo do empate, numa invenção de Rojo que originou um canto, foi assim que íamos sofrendo um golo numa reposição rápida, após asneira de Rinaudo. Foi também numa perda de bola ofensiva que foi expulso Boulahrouz, e foram de pontapé de canto os dois golos adversários, qual deles o mas evitável, qual deles o mais ridículo, tal a falta de atitude demonstrada.
Para quem acredita que o facto de estarmos com 10 jogadores teve influência no resultado, basta recordar que, nas facilidades do 1º golo, ainda contávamos com os matraquilhos completos.
Oceano fez o que provavelmente está ao seu alcance, mas há situações que estão para lá da nossa intervenção, e o treinador interino já tem a sua dose pois decerto constará do livro do Guiness, com 3 derrotas em 3 jogos. 
Poderá ainda haver quem tenha a tentação de voltar a vincar que a sorte não quer nada connosco.
Sinceramente, quando se perde há 4 jogos consecutivos, quando só se venceram 2 jogos oficiais em 12 disputados, não há sorte ou azar que sirvam de justificação.
É claro que esta equipa já demonstrou, o ano passado, que pode (e deve) fazer muito mais e melhor, mas os erros e falta de atitude que nos custaram pontos, eliminatórias, troféus e prestígio, esses, continuam a acompanhar a equipa e os jogadores.
Estes, um a um, estão a escrever, todos os dias, a página mais negra do futebol do Sporting, e parecem não se importar muito com isso.
Poderão dizer que é a frustração que me leva a escrever esta crónica mas, caramba, por muitas crises directivas e desportivas que tenha visto ao longo de muitos anos, a corrente época está a ultrapassar tudo o que me possa recordar.
Certamente virão dizer que..."há que levantar a cabeça".
Só se for a deles, porque a minha está a afundar-se a cada jogo.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Sporting B

FINAL

Santa Clara 0 Sporting B 2 (Rúbio 12´, Esgaio 75´p.)




Sporting - PSV (NextGen Series) resultado em directo

Sporting e PSV Eindhoven estão neste momento a disputar o encontro da 4ª jornada do grupo 4 da NextGen Series.
Depois da derrota na Holanda, este jogo reveste-se de uma relativa importância, pois em caso de vitória pode isolar a equipa no 1º lugar da classificação.
À entrada para esta jornada, a classificação é a seguinte:


Resultado na hora:

Intervalo


Sporting 1 (18 ' Cristian Ponde) PSV 1 (25´)

FINAL
Sporting 4 (C.Mané 56´ Iuri 72' F.Veloso 92') PSV 2 (67´)

Sporting - A.C. Fafe (directo)

Sporting - Fafe (directo 19.00 horas-andebol)

O Sporting recebe, a partir das 19.00 horas, a equipa do A.C.Fafe, em partida a contar para a 8ª jornada do Campeonato Nacional de Andebol.
Depois dos mais recentes resultados negativos (derrota caseira com o Benfica e empate em Braga) urge regressar aos triunfos, e nada melhor que a recepção a um dos últimos classificados para recarregar baterias.
O jogo pode ser visto no site da FPA ou, como alternativa, no link que disponibilizamos, de preferência utilizando o Internet Explorer ou directamente na próxima publicação do blogue.

Sporting - A.C. Fafe (clicar) 

Final:

Sporting 37 A.C. Fafe 27



Veel succes

Tal como ontem já era possível auscultar nas redes sociais, Franky Vercauteren vai mesmo ser o treinador do Sporting até final da época.
Não deixa de ser curioso, por isso, que uma vez mais o Sporting tenha sido incapaz de blindar a informação, o que pouco abona em favor dos seus dirigentes.
Claro está que a escolha irá suscitar algumas, ou mesmo muitas interrogações, pois muitos foram os nomes baralhados e distribuídos.
Afinal de contas, depois da comunicação social ter revirado todo o leque possível de treinadores holandeses, a escolha acabou por recair num nome do Benelux, talvez para não ficarem muito melindrados.
Com tudo isto, fico sem perceber alguns pormenores.
Foi publicamente referido pelo presidente leonino que o treinador estava identificado há muito, o que levanta interrogações acerca do timing da contratação e do esticar da corda com o anterior líder da equipa mas, pergunto-me (já que não posso perguntar a mais ninguém), porque é que o tal treinador identificado e alvo de uma criteriosa triagem, afinal, só irá ter um contrato por pouco mais de meia dúzia de meses (a ser verdade o que tem sido publicado na imprensa).
Além disso, também é curioso recordar que o treinador a contratar teria que ter um profundo conhecimento do futebol português, algo que ainda não consegui vislumbrar no nome que amanhã irá pintar as capas dos jornais.
Ao menos, penso eu, conseguirá comunicar num flamengo fluente com Boulahrouz, Schaars, Labyad e Wolfswinkel, mas o pior poderá ser com os restantes, a menos que se contrate um tradutor...ali para os lados de Setúbal.
Contudo, como nem tudo pode ser mau, e tal como quando escrevi relativamente à possibilidade Valverde, ao menos o homem tem currículo, mesmo que num campeonato com menos visibilidade que o português, ao invés de todos os seus antecessores mais recentes.
Seja como for, e a confirmar-se a sua vinda, só tenho a desejar as maiores felicidades (ou veel succes), mesmo que tenha consciência que a crise que o Sporting atravessa vai muito para lá do futebol que (não) se tem praticado, e que as últimas vassouradas e papagaiadas são a face menos visível.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Poço sem fim

Os leitores mais fiéis deste blogue certamente terão notado um decréscimo acentuado da actividade, mas tal não se deve à natural decepção com o estado de sítio que tem marcado as últimas semanas do clube.
Parte da culpa prende-se com a actividade profissional e a outra parte esteve relacionada com o tempo despendido na organização das celebrações do 10º aniversário do Núcleo da Carapinheira.
O Núcleo organizou neste fim-de-semana um evento que contou com a presença de algumas figuras ímpares da vida leonina, como os antigos atletas Carlos Sousa e Edgar Vital (basquetebol), bem como os galardoados com o "Espiga 2012" Cristiano Parreiro (Futsal), Ricardo Andorinho (ex-andebolista), Eng. Gilberto Borges (Hóquei em Patins) e o "super-adepto" Vítor Araújo, mas também nos brindaram com a sua presença o amigo Juvenal Carvalho (Paço de Arcos) e outros Núcleos amigos (Estarreja, Ílhavo, São Bernardo, Mafra, Brasfemes, Vila Nova de Anços, Figueira da Foz e Pereira)  e, em representação do Sporting, o engº. Godinho Lopes e engº. Rogério de Brito. 
No entanto, hoje ainda não vou falar do evento que juntou largas dezenas de sportinguistas num almoço-convívio que, por certo, ficará na memória de todos os presentes e onde se elevou e vincou o ecletismo do Sporting Clube de Portugal.
A crónica relativa ao evento surgirá noutra altura por que, por agora, o assunto do dia, do mês, do ano, é a grave crise por que passa o clube.
Não bastava a nossa sina em termos nascido portugueses e termos que sofrer diariamente com as agruras inerentes a esse estatuto, existe ainda uma percentagem elevada de sofridos lusitanos que tem uma carga adicional de sofrimento. Ser e viver Sporting deveria ser felicidade, deveria servir para afastar as nuvens negras que a classe política simboliza, deveria ser factor de união e irmandade.
Ser sportinguista na Alemanha não deve ser tão doloroso, pois não ouvem falar da crise da dívida soberana, dos cortes na saúde e educação ou no desemprego galopante, só para mencionar alguns.
Ser sportinguista em Portugal é ouvir e sentir tudo isso e, ainda, assistir ao degradante espectáculo que algumas figuras teimam em oferecer, sintomático sobre a qualidade dos intervenientes.
Como se perder no terreno de jogo já não fosse suficientemente doloroso!!
Dizem...e gostava de acreditar, que o Sporting (e os sportinguistas) são diferentes.
Estes dias, alguns têm demonstrado que o covil do leão também alberga gente que não só nos envergonha como nos fazem duvidar desse epíteto que alguém nos colocou.
Tenho perdido excelentes oportunidades para comentar frases de Dias Ferreira ou Eduardo Barroso, só para citar alguns, bem como as contra-respostas pelo presidente do clube, mas não irá faltar lenha para o que se está a cozinhar em lume brando.
Por falar em Godinho Lopes, foi precisamente no almoço de aniversário do Núcleo da Carapinehira que Godinho Lopes proferiu as (inflamadas) palavras que ecoaram pela comunicação social, internet e na cabeça do conhecido cirurgião.
Em relação a esse momento, ao qual o nosso Núcleo figurará como pano de fundo, devo referir que é curioso verificar como uma mentira se propaga a um ritmo alucinante. No caso concreto, o motivo é irrelevante, mas ficou para mim muito claro como as notícias são simplesmente copiadas pelos mais diversos órgãos de comunicação.
A famosa frase dos "abraços nas vitórias e facadas quando se perdem jogos" foi efectivamente proferida no discurso do presidente mas, ao contrário do que TODOS os órgãos de CS e sites referem, que pude consultar online (e foram dezenas) não aconteceu na inauguração da sede do Núcleo da Vila da Carapinheira.
Aconteceu na Quinta do Taipal, local onde se celebrou o evento.
É um mero pormenor? É, mas não deixa de ser sintomático sobre a forma como se produz a informação em Portugal.
Entretanto, enquanto escrevo esta crónica, a notícia do dia deixa de ser a derrota, a falta de treinador, o sub-rendimento da equipa com um orçamento ímpar ou os ataques entre presidentes de CD e AG, e passa a centrar-se nos abandonos de Luís Duque e Carlos Freitas.
Sinceramente, já deixei de saber o que passa por ser uma boa ou uma má notícia.
A minha noção de desestabilização do plantel e do clube tem sofrido muitos ajustes e fico sem saber se esta é uma óptima ou uma péssima notícia.
Só sei que, na minha perspectiva, na eleição que ocorreu há sensivelmente ano e meio, Duque foi o  trunfo na manga que fez pender os indecisos.
Mesmo que, passado este curto tempo, a maior parte dos que optaram por esta lista não tivesse mudado de opinião, esta decisão vem fragmentar, de modo quase irremediável, a confiança de quem ainda acreditava na presente Direcção.
Resta saber se se trata de uma questão desportiva...ou política.
É que isto faz-me lembrar aqueles métodos para legitimar uma nova candidatura.
Como ser sportinguista em Portugal é deveras complicado, amanhã pode o Vítor Gaspar lembrar-se de anunciar um novo pacote de medidas de austeridade bem como o Sporting voltar a ser falado, pelos piores motivos.
O pior é que, em ambos os casos, este poço parece não ter fim.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Ronaldo? Nem dado!!

Como os tempos não estão para grandes revelações mas, simplesmente, para pequenas histórias, a que foi ontem revelada por uma publicação online não deixa de nos fazer reflectir ou, no mínimo, franzir o sobrolho.
Refere a notícia que Tony Vairelles, antigo internacional francês, diz que o Lyon o recusou trocar por Cristiano Ronaldo (e outro jogador) em 2002.

«Após a minha boa época no Bastia regressei ao Lyon, e Laszlo Boloni queria contratar-me. Ele treinava então o Sporting. O Lyon queria uma transferência mas o Sporting não tinha dinheiro, pelo que foi proposta uma troca: dois jogadores, incluindo um tal de Cristiano Ronaldo, por mim. E o Lyon recusou»
.
 
Cristiano Ronaldo foi transferido para o Manchester United (mais vulgarmente conhecido com Unáite) um ano depois, por mais de 17 milhões de euros.
 
Já lá vão 10 anos, mas isto dá que pensar.
Primeiro, nos protagonistas.
Nessa época, o vice-presidente chamava-se Godinho Lopes e o Director Desportivo Carlos Freitas. Meras coincidências!!
Curioso é também pensar que, à posteriori, Boloni foi e ficará na história como o "padrinho" de Ronaldo, pois facultou a sua estreia ao mais alto nível.
Pelos vistos, a sua visão estratégica tinha algumas dioptrias, e a falta de dinheiro é que impediram de se tornar no padrinho de Vairelles.
O que valeu foi que, por essa altura, ainda o jovem Ronaldo era um desconhecido por terras de Astérix.
Já agora, quem seria o outro a servir de moeda de troca?
Quaresma?
Claro está que estou a comentar uma revelação que carece de confirmação mas, infelizmente, a história tem vindo a confirmar que temos tido gente pouco dotada para certos cargos.

Já agora, que ninguém nos ouve, não seria possível trocar um dirigente (mais um ou dois de bónus) por algum que tenha um projecto credível?
Já sei, iríamos levar nega, outra vez!!
 
 

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O barato sai caro

Os minutos, as horas, os dias vão passando e, treinador do Sporting, nem vê-lo.
Os treinadores não se compram em supermercados, onde podemos comparar os preços e características, mete-se no cesto e traz-se para casa. 
Os tempos que correm incitam a consumir marca branca, mas já experimentámos dos baratos e a experiência não aconselha a que se repita a dose.
Também há a marca branca tipo Mourinho, mas esse está comprometido com os "blancos" por mais algum tempo, até regressar à sua reforma dourada inglesa.
A experiência diz que a espera pode ser dolorosa, ou não estivéssemos ainda a aguardar pelo afamado ponta-de-lança, nunca prometido mas necessário e obrigatório.
Nestas últimas épocas (fosse após o adeus de Liedson ou na mais recente janela de transferências) a quantidade de adeptos leoninos ligados ao site da CMVM no último dia do mercado deve ter bloqueado os servidores, mas a espera resultou infrutífera. Acabaram por acordar para a triste realidade e dar por perdido esse tempo.
Com o treinador será diferente, pois Sá Pinto foi dispensado e precisamos, mesmo, do seu substituto.
Sei que contratar um treinador não é tarefa fácil pois são vários os factores a pesar, começando pelo económico até às componentes técnico-tácticas mas, infelizmente, o tempo que medeia entre a derrota no Dragão e a suposta estreia, com o Moreirense, vai-se esgotando.
A troca, apesar de ser sempre sinal de que as coisas não iam bem, não poderia ter ocorrido em melhor altura, mas se o calendário continuar a avançar tão rápido como até agora, dá-me a sensação que Oceano ainda terá que fazer mais uma perninha com a braçadeira de treinador principal. 
Ainda hoje é referido por uma publicação que o Sporting não tem pressas, pois não quer voltar a "errar".
Treinadores, tal como chapéus, há muitos, mas aqueles que cabem nas nossas contas, cabeças e exigências devem ficar reduzidos a meia dúzia.
Parece que, depois de uma primeira lista interminável de nomes, alguns deles sem qualquer crédito, a triagem mediática centrou-se no nome de Valverde, um dos poucos que me fazia olhar para aquela lista sem ter que ser ligado à ventilação assistida.
Depois de termos, nos últimos anos, apostado em treinadores com currículo zero (desde que para a época  2004/2005 fomos contratar o treinador-adjunto do Real Madrid, José Peseiro) ficámos com o estranho hábito de nos conformarmos com a nossa condição , pelo que a hipótese Valverde pode ser encarada com estranheza, porque o homem já ganhou alguns troféus e isso pode colidir com a nossa história mais recente.
É que, depois do referido Peseiro, tivemos direito a Paulo Bento, Carvalhal, Paulo Sérgio, Couceiro, Domingos e Sá Pinto que, todos juntos, pouco mais terão ganho que uma Taça da Cerveja, enquanto treinadores. O herói foi Carvalhal, com um troféu conquistado contra...o Sporting.
Uma das dificuldades em contratar alguém com algum currículo pode...e deve ser o  seu vencimento mas, se pensarmos que estamos a pagar ordenados de treinadores que estão a ver os jogos no sofá, será fácil chegar à conclusão que, por vezes, o "barato" pode sair caro.
Até lá, resta esperar por novidades ou ficar ligado, noite e dia, à CMVM.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Sporting - Benfica (directo andebol)

Sporting e Benfica, os líderes invictos do campeonato nacional de andebol, encontram-se hoje em encontro a contar para a 6ª jornada da competição.
Se no início da época o Sporting era simplesmente considerado um outsider, penso que os resultados mais recentes não alteraram este estatuto, pois o adversário desta noite possui, a meu ver, um plantel mais equilibrado e com opções muito variadas para as componentes defensiva e ofensivas.
Por duas vezes defrontámos os nossos eternos rivais na pré-época e por duas vezes perdemos, como que a confirmar o que parece ser evidente, mas o treinador leonino referiu, por altura desses jogos, que a equipa tinha começado a época mais tarde que os rivais e que iríamos esbater a diferença.
Hoje iremos ver se, na realidade, o Sporting fará acreditar os seus adeptos num título que foge há tempo demais ou se, pelo contrário, confirmaremos que o plantel precisa de um pouco mais de investimento para poder ombrear, até ao final, com os principais candidatos ao título.

O jogo do Multiusos de Odivelas, com início às 20.30, será transmitido no site da FPA ou, como alternativa, no link que seguidamente disponibilizamos.

Ver, de preferência, no Internet Explorer.


Sporting - Benfica (clicar)


domingo, 7 de outubro de 2012

Modalidades (directo)

As modalidades do Sporting continuam a sua actividade, neste Domingo, para culminar um fim-de-semana bem positivo.
No Ténis de Mesa a equipa leonina ultrapassou mais uma fase nas competições europeias, derrotando na Eslovénia o clube anfitrião do NTK Ilirijy Ljubljana por 3-0, bem como os espanhóis do CTM San Sebastian de los Reyes pelo mesmo resultado e carimbando hoje a passagem à próxima fase da Taça ETTU, ao derrotar os italianos do ASD Marcozzi Cagliari por 3-1.
Já no andebol e hóquei em patins demos ontem conta do evoluir dos resultados e hoje podem, para quem for adepto da modalidade, seguir as incidências da equipa campeã júnior no campeonato nacional de andebol.
Pode fazê-lo através do site da federação ou no link que disponibilizamos, de preferência no Internet Explorer.

Intervalo:

Paço de Arcos 6 Sporting 22

Final:

Paço de Arcos 15 Sporting 47

Paço de Arcos - Sporting (clicar)

Já o futsal tenta manter a invencibilidade no campeonato nacional de futsal, e a deslocação a Sandim, para defrontar o Módicus, pode considerar-se de média dificuldade.

Cinco inicial:

Benedito, Leitão, Cary, João Matos e Deo


Intervalo:

Modicus 0 Sporting 2


Final:

Modicus 0 Sporting 4 (Leitão 2, Marcelinho, Cary)

Porto - Sporting (directo)

Hoje é dia de clássico.
Porto e Sporting disputam um encontro que, infelizmente, volta a encontrar uma equipa leonina envolta em crise desportiva e, porque não, até institucional.
Nada que nos apanhe desprevenidos, ano após ano, mas à qual nunca nos habituaremos.
Oceano será o timoneiro, a prazo, mas parece que irá tentar conferir à equipa uma estabilidade emocional e táctica (Elias, Schaars, Izmailov e Rinaudo), de modo a alcançar algo de positivo no Dragão. 
Tarefa complicada, logo a começar pelo historial da equipa portista em casa, que impõe respeito a quem respira aqueles ares.
São eles os oponentes em campo e outros intervenientes no espectáculo. Só assim se justifica que uma qualquer equipa, em qualquer parte do mundo, tenha estatísticas tão avassaladoras.
Convém recordar, para não nos iludirmos relativamente às dificuldades que hoje iremos encontrar.
Este ano, o Porto realizou 2 jogos, e em ambos venceu por 4-0.
O ano passado, teve 13 vitórias e 2 empates, marcando 40 golos e sofrendo 7.
No anterior, venceu 14 e empatou 1, com 43-11 em golos.
Em 2009/2010 venceu 12 e empatou 3, e 40-13 em golos marcados e sofridos.
É preciso, então, recuar até à longínqua época 2008/2009 para encontrar a última derrota caseira dos azuis e brancos (25 de Outubro de 2008 - 2-3 com o Leixões) e o último jogo em que o Porto não marcou golos em casa (0-0, precisamente com o Sporting, 28 de Fevereiro de 2009).
Quase 4 anos!!
Claro está que, quem respira Sporting, pensa sempre em vencer, seja em tempo de crise ou de vacas gordas, mas até esse optimismo acaba por ir sucumbindo à força dos números e da história que se escreve, semana após semana.
Já todos fomos descobrindo ou começando a desconfiar que os nossos problemas vão muito além das capacidades de um treinador ou de um grupo de jogadores, tal como os problemas do país não se resumem à produtividade dos trabalhadores, como por vezes nos querem fazer crer.
Curiosamente, ontem Godinho Lopes referiu que "Oceano foi convidado porque faz parte da casa e da estrutura e hoje era o melhor homem para defender os interesses do Sporting. Esta entrada passa por colocar as pessoas certas nos lugares certos. O que se pede é sacrifício e capacidade de trabalho".

Ora aí está uma frase que dá muito que pensar, e reflectir.
Poderia ir muito mais além na reflexão, mas posso logo começar por questionar-me porque é que, assim sendo, a direcção que legitimamente foi empossada para tomar decisões, ainda não conseguiu encontrar as tais pessoas certas.

Bem, mas o que hoje interessa é mesmo o jogo, e esse será dirigido por Jorge Sousa.
Assim, será curioso verificar como Sporting e árbitro suportam o peso daquele estádio.
Quem por certo dificilmente voltará a apitar por lá será Duarte Gomes, inteligentemente vetado pela equipa portista.
Ontem, durante um Encontro Nacional de jovens árbitros, o juiz assumiu (uma vez mais, diria eu) que é adepto do Benfica.
Curioso, e digno de destaque, foi a declaração ter sido aplaudida por grande parte da plateia.
Só faltava terem-no feito de pé, e a gritar Ésselbê, ésselbê....!! 
Ao Sporting, provavelmente, tudo isto deverá ter passado ao lado.
No entanto, acredito que o serviço de inteligência do Porto já deve ter o dossier de cada um dos que aplaudiu.
Resta desejar boa sorte...e muita competência para o jogo de logo e dizer que, como é costume, podem seguir em directo o desenrolar do jogo, a partir das 20.45 horas, na SportTv1 ou num dos links que a seguir disponibilizamos.






Porto - Sporting (link 5)