domingo, 7 de outubro de 2012

Porto - Sporting (directo)

Hoje é dia de clássico.
Porto e Sporting disputam um encontro que, infelizmente, volta a encontrar uma equipa leonina envolta em crise desportiva e, porque não, até institucional.
Nada que nos apanhe desprevenidos, ano após ano, mas à qual nunca nos habituaremos.
Oceano será o timoneiro, a prazo, mas parece que irá tentar conferir à equipa uma estabilidade emocional e táctica (Elias, Schaars, Izmailov e Rinaudo), de modo a alcançar algo de positivo no Dragão. 
Tarefa complicada, logo a começar pelo historial da equipa portista em casa, que impõe respeito a quem respira aqueles ares.
São eles os oponentes em campo e outros intervenientes no espectáculo. Só assim se justifica que uma qualquer equipa, em qualquer parte do mundo, tenha estatísticas tão avassaladoras.
Convém recordar, para não nos iludirmos relativamente às dificuldades que hoje iremos encontrar.
Este ano, o Porto realizou 2 jogos, e em ambos venceu por 4-0.
O ano passado, teve 13 vitórias e 2 empates, marcando 40 golos e sofrendo 7.
No anterior, venceu 14 e empatou 1, com 43-11 em golos.
Em 2009/2010 venceu 12 e empatou 3, e 40-13 em golos marcados e sofridos.
É preciso, então, recuar até à longínqua época 2008/2009 para encontrar a última derrota caseira dos azuis e brancos (25 de Outubro de 2008 - 2-3 com o Leixões) e o último jogo em que o Porto não marcou golos em casa (0-0, precisamente com o Sporting, 28 de Fevereiro de 2009).
Quase 4 anos!!
Claro está que, quem respira Sporting, pensa sempre em vencer, seja em tempo de crise ou de vacas gordas, mas até esse optimismo acaba por ir sucumbindo à força dos números e da história que se escreve, semana após semana.
Já todos fomos descobrindo ou começando a desconfiar que os nossos problemas vão muito além das capacidades de um treinador ou de um grupo de jogadores, tal como os problemas do país não se resumem à produtividade dos trabalhadores, como por vezes nos querem fazer crer.
Curiosamente, ontem Godinho Lopes referiu que "Oceano foi convidado porque faz parte da casa e da estrutura e hoje era o melhor homem para defender os interesses do Sporting. Esta entrada passa por colocar as pessoas certas nos lugares certos. O que se pede é sacrifício e capacidade de trabalho".

Ora aí está uma frase que dá muito que pensar, e reflectir.
Poderia ir muito mais além na reflexão, mas posso logo começar por questionar-me porque é que, assim sendo, a direcção que legitimamente foi empossada para tomar decisões, ainda não conseguiu encontrar as tais pessoas certas.

Bem, mas o que hoje interessa é mesmo o jogo, e esse será dirigido por Jorge Sousa.
Assim, será curioso verificar como Sporting e árbitro suportam o peso daquele estádio.
Quem por certo dificilmente voltará a apitar por lá será Duarte Gomes, inteligentemente vetado pela equipa portista.
Ontem, durante um Encontro Nacional de jovens árbitros, o juiz assumiu (uma vez mais, diria eu) que é adepto do Benfica.
Curioso, e digno de destaque, foi a declaração ter sido aplaudida por grande parte da plateia.
Só faltava terem-no feito de pé, e a gritar Ésselbê, ésselbê....!! 
Ao Sporting, provavelmente, tudo isto deverá ter passado ao lado.
No entanto, acredito que o serviço de inteligência do Porto já deve ter o dossier de cada um dos que aplaudiu.
Resta desejar boa sorte...e muita competência para o jogo de logo e dizer que, como é costume, podem seguir em directo o desenrolar do jogo, a partir das 20.45 horas, na SportTv1 ou num dos links que a seguir disponibilizamos.






Porto - Sporting (link 5)