sábado, 6 de outubro de 2012

Perguntem à JL

Como seria expectável, já que Godinho Lopes teve a brilhante ideia de desvendar que Oceano iria orientar a equipa unicamente no jogo do Dragão, as publicações desportivas já tratam de escarafunchar os seus arquivos, de modo a encontrar o futuro treinador do Sporting.
Características?
Estrangeiro e desempregado. 
Hoje, portanto, já é possível ficar a saber quais estão desempregados pois, como é óbvio, não me chamo Luís de Freitas Lobo e tenho os ficheiros desactualizados.
Quando ao facto de se manterem estrangeiros, isso é mais fácil de perspectivar.
Relativamente aos nomes que hoje são aventados, ler aqueles nomes provoca um efeito ali entre o susto e o pânico.
Assim, A Bola fala nos seguintes cromos:

Luis Enrique - treinou o Barcelona B (parece que temos um fetiche por treinadores com esse tipo de experiência) e lançou-se às feras na Roma. Fiasco total, e andou meia época à porta do despedimento. A equipa ficou no 7º lugar, fora da Europa e com o saldo de 16 vitórias em 38 jogos para o campeonato.

Luis Filipe Scolari - É sobejamente conhecido o seu título mundial com o Brasil, a que se segue a aventura em Portugal. Seguiu-se o Chelsea, que redundou num milionário despedimento e depois uma viagem até ao petróleo do Usbequistão para comandar o Bunyodkor. Regresso ao Brasil, onde pegou no Palmeiras para alcançar um 10º lugar em 2010, com 12 vitórias em 38 jogos, em 2011 um 11º lugar com a marca de 11 vitórias e este ano, finalmente despedido e a equipa ainda se encontra em zona de descida.

Sven-Goran Eriksson - Mais do que recordar o passado e presente deste treinador e os seus repetidos insucessos, convinha saber se o Benfica está disposto a ceder o treinador por uns meses.

Co Adriaanse - Depois do sucesso (garantido) que teve no Porto, foi passar umas férias à Ucrânia, onde colocou o Metalurgh Donetsk no 9º lugar, foi campeão no Catar, mas a comichão deve ter sido tanta que foi desanuviar um ano no Red Bull austríaco, onde foi campeão. Regresso ao Catar, para orientar a equipa de 2ub 23. O ano passado esteve no Twente holandês, para deixar o vice-campeão do ano anterior em 6º lugar.

Já o jornal O Jogo reincide em Luís Enrique, facto que seria por si só preocupante, não fossemos nós encarar estes nomes como uma tentativa das publicações referidas terem enveredado pelo humor, para criar janelas de oportunidade em tempo de crise.
Além disso, lança também os seguintes nomes:

Ernesto Valverde - Treinou o Bilbao, com um 5º e um 9º lugares, o Espanyol de Barcelona, com classificações sempre a roçar o meio da tabela para baixo e conquistou 3 títulos com o Olympiacos grego, com uma interrupção para obter um 7º lugar com o Villareal, a mais de 40 pontos do primeiro lugar.

Marcelino Toral - Também tem um título no seu palmarés. Venceu a 2ª divisão espanhola com o Huelva. O ano passado conseguiu 9º lugar com o Sevilha, no anterior 12º com o Racing de Santander, no anterior 14º com o Zaragoza e...nem vale a pena recuar mais no percurso deste técnico. 
 
Por último, Balakov.
Se começarmos pela descida de divisão do Kaiserslautern o ano passado, começamos mal. Ah, mas ele é sportinguista, não?
Então pode ser suficiente!!
Pode ser este, afinal, um bom perfil para novo treinador.
Estrangeiro, desempregado e sportinguista.

Os jornais desportivos fizeram o seu papel, aquele a que nos habituaram desde há uns anos a esta parte.
Informar? 
Não, especular, que dá muito menos trabalho.
Aliás, se formos minimamente lúcidos, sabemos que há prioridades...e vida para lá da imprensa escrita.
Assim, ficámos a saber que ontem, cerca de 30 elementos da Juve Leo estiveram no treino, falaram com os capitães, deixaram palavras de incentivo a alguns atletas, foram brindados com um boné de Rojo e brindaram Jeffren com um pontapé no carro, porque os ignorou.
A direcção, sabendo que não os deve ignorar, não vá também levar um pontapé, já deverá ter posto ao corrente da claque os nomes que estão na forja, para dar o seu consentimento, aval ou benção.
Ou, tal como consta que fizeram com Mourinho (no tempo de... Luís Duque), vetar a sua contratação.