quarta-feira, 9 de abril de 2014

Shrek vs Brad Pitt


A época passada, o Paços de Ferreira fez história, ao lograr uma época e classificação ímpares.
Se tivesse dado sequência ao feito, este ano até poderia reclamar o estatuto de 4º grande, atrás de porto, benfica e Braga.
As suas duas vitórias perante o Sporting foram consequência lógica da época desportiva de cada um. 
A época 2013/14 parece ter invertido um mundo que parecia perfeito e, perante a intromissão do Sporting entre os colossos do futebol português, o incómodo parece ser transversal às diversas colectividades.

O Sporting tem sido alvo de ataques cerrados dos mais diversos quadrantes.
É verdade que os responsáveis leoninos tentaram, em tempo oportuno e com toda a legitimidade, desmascarar o estratagema que nos empurrou do 1º lugar, para lá colocar o benfica, com os resultados que estão à vista.
Os nossos responsáveis falaram em dois momentos específicos da época, tendo deixado passar em claro outros momentos que terão reflexos no quadro de vencedores da competição. Refiro-me, por exemplo, ao silêncio após os empates com Rio Ave e Estoril, onde passaram em claro grandes penalidades que nos teriam dado mais 4 pontos.

Mas se BdC deu voz à indignação quando o mal já tinha começado a ser feito, os adversários têm tentado capitalizar o nosso incómodo todas as semanas.
Já ouvimos e vimos técnicos e responsáveis de porto e benfica, já vimos e ouvimos o treinador da Académica, o presidente do Setúbal, treinador e presidente do Marítimo...entre outros.
Todos eles têm pressionado a arbitragem, semanalmente, alegando que o Sporting pressionou a arbitragem.

Como não podia deixar de ser, o presidente dos castores não quis ficar atrás e veio roer a nossa paciência na véspera do Paços-Sporting.
Antes do jogo fez a já habitual pressão sobre a equipa de arbitragem, talvez na esperança que Xistra fosse de novo atacado pela miopia que demonstrou com o Sporting, tal como tinha na recepção aos vilacondenses.
Ao invés da maioria, o presidente dos castores ainda não parou de estrebuchar.

Carlos Barbosa, que está a contas com um processo disciplinar movido pelo Conselho de Disciplina da FPF, devido a factos ocorridos no intervalo do jogo frente ao Sporting, relatou  o que disse a Xistra no intervalo do jogo: "Perguntei-lhe se o Adrien é mais bonito que o Filipe Anunciação por não ter sido admoestado com um cartão amarelo numa falta que cometeu idêntica à que o nosso jogador fez."

Perante este tipo de argumentos, só me questiono se alguma vez, num qualquer campeonato, comparou a aparência física de Filipe Anunciação e Maxi Pereira,o gajo mais bonito do campeonato português...a julgar pelo rácio entre os cartões e as entradas violentas.