quarta-feira, 15 de outubro de 2014

FC Renova

Não vale a pena andarmos com  rodeios.
O futebol português é uma merda.
Foram mais de três décadas de um insuportável fedor, e os novos ventos trazem um cheiro semelhante.
A próxima ronda da Taça de Portugal deverá ser apenas mais um capítulo deste degradante espectáculo a que os adeptos leoninos têm que assistir.
Os outros, os que chafurdam alegremente, continuarão a rir-se da nossa indignação.
Vão continuar a troçar, alegando que está tudo limpinho, limpinho…mesmo que o mundo assista à imundice.
Foi assim na época passada, em que fomos atropelados por Duarte Gomes  em eliminatória da Taça de Portugal.
Será assim esta época, em que os caprichos do “sorteio” nos obrigam a nova aventura por terrenos pantanosos, desta vez dirigidos por um árbitro portuense, como mandam as regras.

A equipa azul e branca parecer estar a perder alguma influência na cloaca, mas ainda se debate perante as evidências.
Veremos o que está reservado à equipa leonina, estrutura técnica e directiva, bem como as corajosos adeptos que lá se deslocarem, mas os indícios e a história recente apontam para mais um desrespeito colectivo.
Aliás, com o ambiente que se vive naquelas latitudes, não seria de desprezar a hipótese de passarem a ser patrocinados por uma marca de papel higiénico, tal como uma equipa macedónia que, curiosamente, também veste de azul e branco.
Estes até mudaram o nome para FC Renova.

Deste modo, seria muito mais fácil limpar a trampa que dá à Costa.