sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Obsessão vs humor latejante

Há poucos dias tive mais uma visita no blogue de um lampião intumescido…lustroso.
Distinguem-se por uma prepotência sem limites, fruto de uma dieta rigorosa de títulos, (sejam eles mais ou menos dignos ou merecidos) e por uma arrogância alimentada por um ego inflacionado.
É voz corrente na espécie que os sportinguistas têm um complexo de inferioridade relativamente à lampionagem. Esta patologia é avaliada pela recorrência com que falam(os) deles.
No sentido inverso, a obsessão que têm com o Sporting recebe outro qualquer diagnóstico, muito mais saudável.

Na edição de hoje d’ A Bolha a Pinhão volta a dedicar grande parte da sua crónica ao Sporting, sem que isto indicie qualquer tipo de transtorno. Não, é simplesmente a sua veia humorística a fervilhar e a sair-lhe pelos poros.
Desta vez vestiu a farpela de vidente, olhou para as estrelas ou para a bolha de cristal e adivinhou o futuro no panorama desportivo, à imagem de Zandinga. 
A diferença é que, mesmo com toda a pilosidade facial, Zandinga era muito mais bonito.

Ao ler a lista concluo que...ou a criatura foi atropelada em pequena por um autocarro de cor verde, ou foi sempre rejeitada por sportinguistas nas suas investidas amorosas na escola primária.