sábado, 3 de janeiro de 2015

Quero lá saber!!

Hoje há futebol a sério…mas também hóquei em patins e futsal.

Costuma dizer-se que, no decurso de uma qualquer crise de resultados, nada melhor que um bom jogo para afastar os fantasmas e readquirir os níveis de confiança desejáveis.
Contudo, o espectro que paira em Alvalade não se resume à bola que bate no poste e não entra.
Não parece haver jogo ou vitória que possa pacificar o clube internamente, nem sequer voltar a colar a diferença que existe entre os adeptos.   
Há dois anos atrás, por esta altura, já ansiava pelo final da catastrófica época, tanto a nível desportivo como de gestão.
Passado este tempo o sentimento é quase o mesmo, ainda que o Sporting esteja em todas as frentes com as esperanças (quase) intactas.

O Sporting irá receber o Estoril com as atenções mais viradas para o banco de suplentes do que para o terreno de jogo. Talvez apenas o regresso previsto de Nani divida as atenções, mas as câmaras e os olhares continuarão apontados para BdC e Marco Silva e perscrutar os olhares, os risos, a indiferença ou a alegria.
Qualquer que seja o resultado, amanhã as crónicas ao jogo irão visar também sobre as incidências fora das quatro linhas.
Só desejo é que, pese embora as dificuldades previstas, em virtude da subida de forma dos estorilistas, a vitória sorria ao Sporting.
Quero lá saber se dizem que o treinador está amuado.
Quero lá saber se dizem que o presidente quer a derrota do próprio clube.
Quero lá saber qual o papel de Inácio.
Quero lá saber se o árbitro designado foi substituído por lesão.
Quero lá saber se o Zé Colmeia, o Pateta e o Pato Donald irão ser recebidos por Marco Silva.
Estou a tornar-me num ser autista.

Enquanto escrevo estas linhas a equipa de hóquei em patins encerra a primeira volta do campeonato.
Jogo importante para a consolidação da sua posição nos lugares cimeiros, mas a tarefa afigura-se complicada.
Difícil pela qualidade do adversário e pela falta de qualidade da dupla de árbitros.
Ao intervalo a derrota pela margem mínima ainda me levaria a acreditar num bom resultado, mas a exibição da dupla de Aveiro contraria este meu optimismo.

O futsal também está prestes a começar, e veremos como se apresenta a equipa depois de um final de ano com um pouco menos de fulgor do que nos tem habituado.
No entanto, nada parece demover a confiança que existe na equipa orientada por Nuno Dias, quer consiga…ou não, terminar a fase regular do campeonato no primeiro lugar.

Agora vou dividir a minha atenção pelos dois jogos a decorrer, desejando que a jornada leonina seja recheada de sucesso.