terça-feira, 18 de setembro de 2012

O sexo e a saudade

O Núcleo Sportinguista realizou uma mega sondagem que visa perceber melhor a sexualidade de alguns portugueses, na sequência de outros inquéritos que puseram a nu, literalmente, a intimidade e os gostos de muitos de nós.
Para a elaboração das perguntas, bem como a leitura e interpretação das mesmas, foi pedida a colaboração de quatro especialistas: o tesoureiro do Núcleo, que apesar de ser reformado tem uma vasta experiência na arte da sedução, um vogal que, dizem, já provou petiscos de Norte a Sul, o Presidente, por motivos institucionais e o secretário, para organizar a papelada.
Assim, a primeira grande conclusão a que se pôde chegar é que os leitores do Expresso têm poucas razões para sorrir.
Quando confrontados com os leitores do jornal Sporting, as respostas fizeram-nos chegar às seguintes conclusões: Os leitores do Expresso disseram ter perdido a virgindade depois dos 40, enquanto os leitores do Sporting começaram a sua vida sexual antes dos 15 anos, em média.
Estes números são corroborados pela questão seguinte, onde os leitores do jornal Sporting disseram ter sexo, em média, 3 vezes por dia, enquanto os do Expresso demonstravam pouca apetência e disponibilidade para o sexo. Assim, dos 5 inquiridos, 3 disseram só ter sexo uma vez por ano, enquanto os outros dois confessaram que se masturbavam e só tinham orgasmos com o jornal do Sporting por perto, por sofrerem de voyeurismo.
Curioso é o facto da totalidade dos leitores do Expresso se ter confessado homossexual, enquanto os 7 leitores do Sporting mostraram uma maior amplitude de gostos. Dois deles consideraram-se bissexuais, porque gostavam de ir com duas mulheres ao mesmo tempo, enquanto um terceiro apelidou-se mesmo de trissexual.
Também tentámos fazer uma correlação da sexualidade com o nome.
Assim, foi fácil concluir que a totalidade das pessoas chamadas Nelson, que lêem o Expresso, são homossexuais. As outras também.
Nos que lêem o jornal do Sporting, pudemos constatar que o António tem, em média, o órgão sexual com mais 10 cm que o José.
Para este último item foram tidos em consideração os dois leitores disponíveis.
Agradecemos a colaboração dos 12 inquiridos, e fica a promessa de, um dia, caso a saudade aperte, fazermos outra mega sondagem onde iremos analisar a sexualidade dos leitores do jornal A Bola.