sábado, 8 de setembro de 2012

Sporting 27 Ystads IF 22

O Sporting  disputou hoje a 1ª mão da 1ª eliminatória da Taça EHF frente aos suecos do Ystads IF. 
Num encontro que terá feito recordar outros jogos e eliminatórias, a equipa de Frederico Santos entrou mal no jogo e, como consequência, acabou por estar durante toda a primeira parte em desvantagem, que chegou a cifrar-se em 4 golos. O Sporting encetou uma ligeira recuperação, no final da primeira parte mas, ainda assim, saiu para o intervalo a perder por 13-14.

A segunda parte já teve mais tonalidade verde e branca, em parte pela diferente postura e acerto leonino no momento da finalização.
No início da 2ª parte conseguiu, pela primeira vez, adiantar-se no marcador e, depois de uma pequena alternância, começou a cavar uma vantagem que poderá ser muito importante, de cara à 2ª mão da eliminatória, na Suécia.

Rui Silva, com seis golos, foi o melhor marcador do jogo. 
 
 
O resultado final de 27-22 acaba por ter um sabor agridoce, mesmo que uma vitória por 5 golos, tendo em conta o desenrolar dos primeiros 30 minutos, seja sempre positiva.
É que já no ano transacto, para não ir mais longe, o Sporting praticamente hipotecou a passagem à final da Taça Challenge depois de também ter dado uma primeira parte e muitos golos de avanço aos suíços do Wacker Thun.
Acabou por vencer esse jogo por 2 golos, que se mostraram insuficientes (por poucos segundos) para tentar mais um troféu europeu.
É frequente nas eliminatórias europeias, em jogos entre equipas com valia idêntica, conseguir resultados de 5/10 golos de diferença, muitas vezes anulados com o factor casa.
Esta equipa sueca, apesar de ser originária de um país com tradições na modalidade, penso estar ao alcance do Sporting.
Os resultados europeus mais recentes indiciavam esta possibilidade e, como exemplo, está o facto desta equipa ter sido eliminada pelo Slovan, no ano do nosso titulo na Challenge Cup, equipa que posteriormente derrotámos nas meias-finais dessa competição.
Nessa eliminatória, o Slovan venceu em casa por 10 golos, perdendo na Suécia por 7.
Por estas e muitas outras razões, a eliminatória encontra-se completamente em aberto.

O jogo da 2ª mão disputa-se no domingo, dia 16 de Setembro, no Österporthallen, pelas 16h15 locais (15h15 portuguesas) e será arbitrado por Taras Kouz/ Viktor Zhoba, da Ucrânia.