terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Dia dos encornados


Em dia de juras eternas, surgem notícias de traições de ambas as partes. 
Domingos (dizem) ficou revoltado por terem contactado Sá Pinto antes do seu despedimento.
O Sporting (dizem) ficou a saber que Domingos andava a romancear com o Porto.
Não sei qual delas, ou se alguma delas é verídica, mas quer-me parecer que a traição de Domingos é muito mais grave, mas admito que outros vejam o filme de outra perspectiva.
Logicamente, se o Sporting tinha em mente rescindir com o  treinador teria que ter algum técnico em carteira, para mais quando hoje mesmo tem uma deslocação e na 5ª feira um jogo de extrema importância. Sabedores de que a equipa técnica abandonará também o clube, com o seu timoneiro, não seria com certeza Godinho a orientar a equipa na Polónia.
Já a suposta traição de Domingos parece ter contornos bem mais graves, pois não só se trata de enganar o seu parceiro, como estar em poder de estratégias futuras.
No entanto, quando o Sporting começou a namorar alguém que já se engalfinhou com Pinto da Costa, deveria ter esta hipótese em consideração.
A ser verdade uma, ou as duas novelas, o Sporting sai mais uma vez como o grande encornado, pelo que já foi seu amante mas que é o grande Don Juan do futebol português.