quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Quem vai ao mar perde o lugar


Cristiano Ronaldo foi eleito o maior «mergulhador» do futebol europeu pelo Bleacher Report, um site norte-americano.

O internacional português surge em primeiro lugar de uma lista que contempla o nome de outro futebolista luso e da seleção nacional. Trata-se de Nani, do Manchester United, que ocupa a quarta posição no ranking de jogadores que simulam grandes penalidades.

Uns bons e eficazes mergulhadores, desde que bem secundados pela arbitragem, acabam por conquistar uns valiosos pontos que, no final de uma época, podem até valer campeonatos. O Sporting criou um dos mais famosos mergulhadores que há memória. Refiro-me a Paulo Futre, mas a realidade é que a escola não vingou em Alvalade e, actualmente, existe um grande vazio, e falta preencher o trono há tanto abandonado.

Perante a notícia do referido site, ficamos a saber que Portugal, como desconfiava, não consta nos mapas e roteiros norte-americanos. Não só julgam que Portugal é uma província espanhola, como desconhecem que no campeonato português evoluem os melhores mergulhadores, capazes de fazer inveja ao retirado Greg Louganis.
Para quem ainda não adivinhou a quem me refiro, vou auto-plagiar-me, e voltar a trazer às luzes da ribalta os mergulhadores mais medalhados da história do futebol nacional, pós-João Pinto.