quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Petição Púbica

As petições públicas estão na moda.
A mais recente, dirigida ao Ministério Público, pede a prisão do presidente Bruno de Carvalho por, alegadamente, ter "ultrajado" um símbolo nacional. 
Alegadamente, porque aquela voz pode bem ser de Luís Franco-Bastos, conhecido humorista e imitador.

Penso que, desde as escutas do Apito Dourado, não sentia que a voz do presidente de um clube tivesse tanta repercussão mediática.
Foram muitos os adeptos rivais que se sentiram incomodados por uma tirada humorística, como foram muitos os sportinguistas, pouco dados a brincadeiras.
Mas, olhando de forma séria para o assunto, não acredito que voltem a ornamentar uma cela com motivos desportivos, pois o trabalho pode ser inglório, a julgar pelos casos mais recentes.
Eu sei que brincar com um símbolo nacional é bem mais grave do que brincar com o futebol português durante quase 30 anos, este segundo configurado como um verdadeiro Mistério Público mas, dada a morosidade da justiça portuguesa, a prescrição do caso BdC é o fim mais esperado.

As nossas leis são, na sua esmagadora maioria, justas, claras e concisas.
Bem, se exceptuarmos a lei de limitação de mandatos, feita propositadamente aleatória e confusa.
Mas esta coerência não acontece noutros países desenvolvidos, com leis estranhas e obtusas.

Algumas delas poderiam originar Petições Púbicas, dada a sua génese:

Colômbia:
  • A primeira vez que a mulher tiver relações com seu marido, a mãe dela deve estar no quarto para testemunhar o acto.
 Singapura:
  •  O sexo oral é proibido a não ser que se realize como entretenimento
EUA:
Carolina do Norte
  • A única posição permitida é missionário e com as cortinas fechadas.
  • As mulheres poderão praticar o topless em público desde que não seja com fins lucrativos.
  • Cada pessoa deve tomar banho ao menos uma vez ao ano.
Wisconsin
  •  Nenhum homem pode disparar uma arma enquanto a parceira está a ter um orgasmo. 
Ohio
  •   É ilegal colocar um peixe dentro de um preservativo.
  
Mas, à margem destas leis, que poderiam originar uma Petição Púbica, outras há que podem gerar grandes mal-entendidos.

EUA:
Memphis, Tennesee

  • É ilegal que uma mulher conduza um carro a não ser que tenha um homem correndo à frente dela agitando uma bandeira vermelha para avisar aos motoristas e transeuntes que se aproximam.
  Atlanta

  • É proibido amarrar uma girafa a um poste de luz.


  
Lá está.
Bandeira vermelha!!
Luz!!

Nada de brincadeiras parvas com estas leis.


Como estes assuntos devem ser tratados no local e sede próprios, eu estava capaz de lançar uma petição, contra anónimo, por danos no património e ataque à cabeçada a simbologia verde que, como se sabe, é uma das cores da bandeira nacional.
É visível, no vídeo, a ostensiva e brutal agressão de um adepto benfiquista ao semáforo, única e exclusivamente por estar verde.