sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Bom-senso

Amanhã há o jogo de todas as decisões, no que se refere à Taça Lucílio.
O Sporting desloca-se a Penafiel, e terá que tentar vencer, com um ouvido no Estádio do Ladrão, pois terá que ganhar por uma diferença de golos superior à do clube azul e branco.
Num jogo onde a passagem às meias-finais estará dependente de golos, o Sporting não irá contar com a sua arma-cada-vez-menos-secreta.
Slimani tem sido sinónimo de golos, mas o argelino continua a não se treinar com regularidade, a contas com uma lesão, e a tarefa de colocar de novo o Sporting numa fase adiantada desta competição cabe...à equipa, mesmo que os olhares recaiam sobre Montero.
O colombiano está a atravessar um período de menor fulgor, mas qualquer avançado tem fases em que a baliza parece tornar-se mais pequena. 
Por um lado, não me preocupa minimamente, desde que a equipa continue a ganhar. Além disso, será bom retirar os olhares gulosos de todos aqueles clubes que parecem querer tudo o que vista de verde-e-branco, nos tempos mais recentes. Por último, a ausência do jogador do mundial seria um revés pessoal e de valorização, mas iria preservar o jogador de esforços suplementares.
Por outro lado, quero sempre o melhor para os nossos jogadores, e é entusiasmante ver qualquer ponta-de-lança leonino ser o terror dos adversários.
O jogo de Penafiel será apitado por Marco Ferreira, o tal que supostamente tinha sido nomeado para o dérbi benfica-Sporting da Taça, e que à última hora deu lugar ao inenarrável Duarte Gomes.
Este último foi figura na nossa derrota, ao fazer vista grossa a dois penalties escandalosos.
Mas o árbitro lisboeta existe para lá das lamentáveis actuações, sempre que dirige o Sporting.
No último jogo da II Liga voltou a ser protagonista, ao assinalar uma grande penalidade contra a equipa da casa, no último minuto, mas graças à sua varinha mágica converteu-a num livre indirecto, dentro da área.
Este lance poderá provar que, para lá de uma perseguição implacável ao Sporting, o homem é um grande incompetente.

No outro jogo da Taça Lucílio, o porto recebe o Marítimo, arbitrado por Manuel Mota.
Sim, o mesmo que anulou um golo do Sporting, limpinho...limpinho, no jogo contra o Nacional.
As claques da equipa nortenha não seriam tão simpáticas com o talho do Mota, pelo que adivinho que irá imperar o seu bom-senso e respeitinho.


video