quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Tinha razão

O Site do Sporting revelou ontem que o parecer da Comissão de Análise de Recurso do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol deu razão ao Clube.

O organismo considerou que, no encontro da Taça de Portugal entre o benfica e o Sporting que, como todos se recordam, terminou com um resultado de 4-3 favorável aos encarnados, Duarte Gomes devia ter assinalado um penálti a favor do Sporting, mostrado cinco amarelos e dois vermelhos a jogadores do benfica e ainda expulsado Jorge Jesus
Por isso, o Sporting conclui que “tinha razão”.


Pelos vistos, o parecer não fala de um mero fora-de-jogo de sofá, de um lançamento lateral errado ou, até, de calamitosos erros para os dois lados.
Fala de muitas e "boas" decisões, sempre em prejuízo do mesmo.

Lá está. Eu preferia perder a razão e estar, como os encarnados, nos quartos -de-final da competição onde, como todos sabemos...incluindo a hospedeira de serviço Mafalda Rodrigues, calhou em "sorte" um Penafiel-benfica.

Já Duarte Gomes, como ontem se pôde ver, não sofreu nenhum constrangimento e continua a saracotear-se pelos campos portugueses.
Ontem, pelos vistos, terminou o "castigo" a jogos do porto, a que provavelmente estava condenado.
Foram quase dois anos sem que o árbitro internacional apitasse os campeões nacionais, e regressou num jogo a feijões.
Já o Sporting, mesmo depois de em épocas passadas ter sido alvo, entre outros sórdidos acontecimentos...de uma sessão de empurrões com o treinador de guarda-redes leonino, de ter visto dois jogadores expulsos em jogos com o porto e portimonense,  de ter feito vista grossa a bolas que entram na baliza adversária ou, até, depois de expulsar um jogar leonino num jogo de apresentação aos sócios, que o impediu de jogar uma primeira jornada...a verdade é que Vítor Pereira continua a enviá-lo, bem embrulhado, numa prenda que é uma verdadeira bomba-relógio.

O Sporting nada pode fazer, a não ser apelar às forças divinas para que algo mude, e o certo é que no porto-Penafiel de ontem ainda aconteceu um sinal vindo dos céus. 
O dilúvio que se abateu sobre a sua cabeça foi premonitório...mas os deuses são misericordiosos e pouparam-no a um penoso fim.