sábado, 21 de abril de 2012

O taliban


De acordo com uma publicação desportiva (que não refiro, para não lhes fazer publicidade) : 
"O Sporting enviou, após o encontro frente ao Benfica, um pedido ao Nacional para que o encontro de amanhã, na Choupana, fosse antecipado para o passado fim de semana, altura em que apenas se disputou a final da Taça da Liga entre Benfica e Gil Vicente, mas os madeirenses recusaram esta requisição dos leões alegando que o seu plano de trabalho já estava delineado.
O Sporting pretendia jogar este fim de semana de modo a que pudesse ter um maior período de recuperação entre as partidas com o Athletic Bilbao - na passada (19) e na próxima quintas-feiras (26) e a recusa dos nacionalistas não caiu bem em Alvalade, pois os leões entendem que os madeirenses poderiam ter tido um maior sentido patriótico, tendo em conta que o Sporting, neste momento, é a única equipa portuguesa presente numa competição europeia."

Pois bem, esta notícia não tem nada de estranho, pois o Nacional há muito nos habituou a marimbar-se para o Sporting e para os seus interesses, ou para o bom relacionamento entre clubes.
A intervenção do presidente dos insulares, por ocasião do caso Paulo Pereira Cristóvão é, aliás, a regra relativamente ao seu ódio de estimação para com o nosso clube.
Digo isto porque acredito que, se fosse um funcionário do seu aliado FCP a ser suspeito do que se imputa ao dirigente leonino, certamente não ouviríamos o discurso inflamado e reivindicativo que teve em relação ao Sporting.
Digo isto porque sempre nos prejudicou, mesmo quando havia negócios em que as contrapartidas para o Nacional seriam iguais às que o Porto apresentava.
Digo isto porque, em situações semelhantes, o plano de trabalho foi mandado às malvas.
"O encontro entre o FC Porto e o Nacional da Madeira, da 20.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, foi antecipado para 26 de Janeiro, anunciou hoje a Liga de clubes no seu sítio oficial.
O encontro, inicialmente previsto para 20 de Fevereiro, será jogado às 19:45 e terá transmissão em sinal aberto na TVI, disputando-se no mesmo dia em que se realizam os jogos em atraso dos quartos de final da Taça de Portugal.
O encontro com os insulares estava encaixado entre as duas partidas do FC Porto com o Sevilha, dos 16-avos de final da Liga Europa."


O que me estranha é que o Alves continue a sentar aquele traseiro no palco presidencial, quando visita Alvalade. (não sabem a dificuldade que tive em ser educado, ao escrever este parágrafo).