sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Al-Gharb

Ontem, ao contrário do que é hábito, não teci comentários ao jogo do Sporting.
Acontece que o chamamento do meu Algarve natal, que ocorre todos os anos por esta altura, fez com que só tivesse visto a 1ª parte sem qualquer interrupção.
Depois, enfiando na mala...ora uma cueca...ora um calção de banho, fui lançando uns olhares furtivos à 2ª parte, que me pareceu mais morna.
Morna, como a água que espero encontrar, já amanhã, quando enfiar o esqueleto no Atlântico com aromas magrebinos.
Hoje, bem cedo, fiz a viagem rumo ao Al-Gharb e foi-me impossível escrever umas linhas para os mais fiéis leitores.
No entanto, nas longas rectas ainda deu para recordar alguns dos lances mais empolgantes, mesmo que o jogo do Sporting tenha sido pautado pela solidez e pragmatismo.
Apesar do Nacional ter desfrutado de uma ou duas ocasiões de golo, no final do jogo, o que salta à evidência é a consistência defensiva da equipa, bem como a paciência nas acções ofensivas.
A posse de bola é gerida com critério, mas espero por afinações no último terço do campo, de modo a criarem mais ocasiões de golo.
Individualmente, pelo que pude ver, voltou a agradar-me o novo Carrillo e o novo Adrien.
Destaco estes dois jogadores não por terem sido os melhores (não vi o jogo completo, logo, não posso fazer essa análise) mas por denotarem uma evolução que já muitos julgávamos impossível.
Carrillo, tal como referi no último jogo, desligou o complicómetro que tinha incrustado na cabeça desde a sua chegada. Espero que o tenham estirpado, de uma vez por todas.
Adrien, parece que sofreu um transplante de corpo inteiro.
Está sempre no sítio certo, parece que reaprendeu o tempo de passe...e não só se evidencia nas acções defensivas como equilibra a equipa nas ofensivas.

Claro está que ainda é cedo para acreditarmos cegamente nestas mutações mas, enquanto há vida há esperança.

Apesar do resultado ter sido curto, para quem tem expectativas mais elevadas, devemos realçar que o Sporting continua a ganhar, sempre tão importante numa equipa em construção...e mais ainda quando se trata de um clube habituado a vencer.
Convém recordar que Paulo Fonseca, treinador do Porto, ficou satisfeito pela vitória sobre o Celta de Vigo, também por 1-0, mesmo que o resultado tenha sido falseado pela arbitragem. Disse ele que, o que interessa é ganhar.

Se ele o diz!!

Apesar de, como disse, já estar a banhos, espero continuar a comentar a actualidade leonina com a regularidade a que vos habituei.
Mesmo que este blogue não concorra com qualquer outro para as sempre bem-vindas visitas, o certo é que o mês de Julho foi o mais concorrido de sempre, nestes quase dois anos de existência. 

Espero poder continuar a contar com a vossa presença...e que o Sporting continue a ganhar, mesmo com um golo em fora-de-jogo, de 3 metros.