sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Levanta-se a Bruma, cai o nevoeiro

A notícia do dia é, sem dúvida, a vitória do Sporting no caso Bruma.
Depois da vitória no passado fim-de-semana, este novo triunfo pode não valer 3 pontos mas tem um alto valor moral.
A moral de quem defende o futebol e, principalmente, a moral dos clubes formadores.

Apesar do parecer do CAP ser favorável ao Sporting, não consigo vislumbrar o futuro de Bruma em Alvalade.
Depois do próprio jogador mas, principalmente, depois dos seus representantes terem passado inúmeras semanas a chafurdar na lama, o clima de reconciliação parece-me irrecuperável.
Desconheço quais são as hipóteses que estão em cima da mesa, até porque provavelmente Bebiano, Baldé e quem os aconselhou não terá colocado este cenário como possível.

Em teoria, Bruma devia apresentar-se em Alvalade e recomeçar a treinar com o plantel principal, com a equipa B...ou com a equipa de "ping-pong". Afinal de contas, o Sporting continua a ter contrato válido com o jogador, até final desta época.
No entanto, as palavras mais recentes do seus representantes já indiciam que o nevoeiro que envolve este caso é espesso, e os interesses dos seus mandantes se irão sobrepor à justiça.
Dizia hoje Bebiano, horas antes da decisão:

“Independentemente da decisão da CAP , o Bruma não regressa ao Sporting”.
O advogado sublinhou ainda que, caso a decisão da CAP fosse favorável ao Sporting, iria rescindir o contrato de Bruma com os leões, pagando uma indemnização no valor de 65 mil euros (quantia referente ao último ano de contrato do jogador).

Contudo, já esta noite, Bebiano disse que "não esperava, de todo, esta decisão".

Perante a convicção nas palavras proferidas anteriormente, não percebo o espanto nem que diferença lhe fará.

Assim, neste imbróglio que continuará a ganhar volume, se a decisão de Bruma e sus comparsas for a de rescindir o contrato, não se me afigura que consigam ir a tempo de ainda ser inscrito por qualquer outro clube, antes do fecho do mercado de transferências.
Dado que o jogador não irá, certamente, vestir a nossa camisola, confesso que me daria um gostinho especial vê-lo parado, pelo menos, até Dezembro.
Se fosse até à próxima época, melhor ainda.

Quem também poderá ser levado na enxurrada (ou não) serão os jovens Cassamá e Sambu.
Dado que Baldé tinha afirmado que a resolução do caso Bruma iria ser a estrela guia para o futuro dos promissores juvenis leoninos, quer-me parecer que também estes irão bater com o costado num clube das redondezas, após ter sido conhecida a decisão do CAP.

Apesar de tudo, nada como esperar por detalhes e, claro está, saber para que lado vão agora cair os que há pouco tempo diziam:
"O Sporting está a brincar com o fogo".