sábado, 17 de agosto de 2013

Pé ante pé

É já ao virar da esquina que está o arranque oficial do Sporting, versão 2013/14.
Se até há uns tempos (ou anos) atrás diríamos..."este ano é que é", a verdade nua e crua fará com que digamos..."este ano, será pé ante pé".
Todos os indicadores, todos os especialistas, todos os treinadores auscultados, dizem que o Sporting está ainda longe de poder ombrear com Porto e Benfica, na discussão do lugar cimeiro.
Pela primeira vez o Sporting irá partir como outsider, sem a pressão de conquistar o título, mesmo que os olhos de todos, sportinguistas e adversários, continuem a estar focados nos nossos resultados e classificação.
No entanto, existirá sempre a pressão de vestir a camisola listada, pois todos (sportinguistas e adversários) estarão sempre prontos a cobrar qualquer deslize.

O futebol é pródigo em frases feitas e verdades de La Palisse.
Por isso, é frequente os jogadores, técnicos ou dirigentes desmistificarem vitórias ou derrotas no início do competição, por haver muito campeonato pela frente. 
Contudo, a verdade é que os campeonatos começam a ganhar-se desde a primeira jornada, sendo esta outra dessas evidências incontestáveis.
Inclusivamente, Bruno de Carvalho chegou em tempos a tocar num ponto que a muitos passa despercebido, mas que muitos outros (onde me incluo) fartam-se de martelar.
Disse então o presidente:
As oito primeiras jornadas do campeonato têm muita história.... Há clubes que à oitava jornada já são campeões e outros que já estão afastados do título».
A oitava jornada é um mero número porque, para quem joga por fora, qualquer jornada será boa para fazer a diferença e deixar a concorrência para trás.
Por falar em desconfianças, o árbitro nomeado para Alvalade será Rui Costa, irmão do icónico Paulo Costa.
Quando o quadro de árbitros quase profissionais se divide, praticamente em partes iguais, em árbitros azuis ou encarnados, não há muito por onde escolher.

Talvez também por isso, o arranque do campeonato leonino dos últimos anos tem sido um espelho do que tem sido a sua prestação na respectiva época.
Umas vezes por culpa própria...outras, nem por isso.
Não é normal que um clube com o historial, plantel e grandeza do Sporting não consiga vencer na primeira jornada do campeonato, há 5 anos.
Se, ainda com Paulo Bento, vencemos o Trofense por 3-1, com golos de Tonel, I$mailov e Dja(lol), daí para cá foi uma autêntica travessia do deserto.
Na época 2009/10 empatámos 1-1 na Choupana, na seguinte perdemos em Paços de Ferreira 1-0, em 2011/12 empatámos em casa (1-1) com o Olhanense e na última época empatámos (0-0) em Guimarães.
Isto não pode ser normal!!

Amanhã, pelas 15.45 horas, o Sporting irá tentar conquistar 3 pontos preciosos.
Preciosos, como todos, e com um significado simbólico, pelo triste passado recente.
Se Rui Costa estiver para aí virado!!