domingo, 4 de agosto de 2013

Longos campeonatos

Enquanto esperamos por mais uma aparição do Sporting, nomeadamente no Torneio do Guadiana, vamo-nos entretendo com o que a actualidade desportiva nos proporciona.
Os adeptos leoninos continuam a dividir-se, quase em partes iguais. Muitos olham para a próxima época com muito cepticismo, enquanto cada vez mais começam a ganhar a cíclica esperança num ano positivo.
A renovada esperança destes últimos prende-se com alguns resultados e exibições animadoras, tendo em conta o espectro dos últimos anos, e também em virtude da equipa estar ainda a assimilar os processos do novo treinador.
Outro dos factores que pode alimentar a esperança dos adeptos leoninos prende-se com o desempenho dos rivais.
Se a pré-época geralmente é desvalorizada pela maioria (treinadores, jogadores, jornalistas, adeptos...) também é certo que esses mesmos acham que os resultados dessa mesma pré-época não são assim tão descartáveis.
Para mim não são, de certeza, porque gosto sempre muito de ver o Sporting ganhar.
Ah, e gosto também muito de ver o Benfica e Porto perderem.
Sempre.
Nem que seja no concurso de lançamento do melão.
Se a pré-época leonina do ano passado já dava a entender o que viria a ser a época, ao ver o desenrolar do campeonato passámos a acreditar que, pontualmente, podemos olhar para estes jogos como a antecâmara do que está para vir.
Assim, as derrotas de Porto e Benfica são duplamente bem-vindas.
A não ser que, com uma gestão criteriosa, remedeiem os erros agora cometidos, algo que não aconteceu com o Sporting, na penosa época 2012/2013.
Mesmo que os rivais vão a tempo de remendar os buracos, foi agradável saber que ambos perderam os seus compromissos de ontem.
Jesus, como sempre, desvaloriza as derrotas ou...aponta para os culpados, onde nunca se inclui. Um dos réus foi o lateral-esquerdo Cortez (que ainda não assimilou determinadas rotinas). 
Também destacou que:
"No Brasil o campeonato já vai longo".
Dado que não sigo, amiúde, o campeonato brasileiro, tive que ir saber mais pormenores do São Paulo, clube com vasto currículo e palmarés.
Pois bem, os paulistas ocupam o 18º lugar do campeonato, estando deste modo em zona de descida de divisão.
Estavam há 14 jogos sem ganhar, mais concretamente com 10 derrotas nos últimos 11 jogos, e levavam 6 jogos sem marcar um golo.
O campeonato brasileiro ainda pode estar sujeito a uma reviravolta mas, foi essa equipa medíocre que arrebatou o Troféu Inzébio.
O campeonato brasileiro vai longo, eu sei, mas o Santos…que está uns lugares acima do São Paulo, apanhou 8-0 do Barcelona.
Nem imagino o que aconteceria ao Santos se o campeonato brasileiro ainda não tivesse começado.