sábado, 8 de novembro de 2014

Eles andem aí

Se exceptuar o dia do jogo, diria que o dia das nomeações dos árbitros é aquele que mexe mais com o meu sistema nervoso.

As minhas pernas tremem como varas verdes.
A minha testa fica com o dobro do sebo.
A sístole e a diástole ocorrem praticamente em simultâneo.
A boca fica seca e pastosa.


E eis que surgem os nomes dos escolhidos para a 10ª jornada.
Em Alvalade, Bruno Esteves. Quem? Será irmão do José Estebes, o famoso cronista de futebol?
Não, este ainda deve ser mais fanático.
A verdade é que Bruno apitou por 6 vezes o Sporting, e sempre em Alvalade. O gajo lá gostará de ver o pessoal arreliado.
Todos estes jogos foram com equipas de segundo plano (Naval, Belenenses, Gil 2x, Marítimo e Académica) e, contra todas as expectativas, temos um excelente saldo de 50% de vitórias (3 V 2 E 1 D) 
Sim, vencemos 3 desses jogos contra equipas pequenas...em Alvalade.
É garantido que este empate técnico irá ser desfeito.

Mas, porque a curiosidade começou a corroer-me os ossos, quis saber quem apitaria a lampionagem.
Outro Bruno....oh Bruno!!
Bruno Paixão, outro da AF Setúbal viajará para a Madeira, e acredito que ainda no aeroporto de Lisboa já terá aquele sorriso de quem está a preparar o funeral a alguém.
Na viagem irá dar lustro ao cartão vermelho, porque um dos ilhéus já estará habilitado a levar com ele na cara.
O Paixão já apitou a lampionagem por 29 vezes, em jogos oficiais. Se contabilizarmos as vezes que foi abrilhantar a apresentação da equipa aos sócios, foram mais umas quantas. Apenas por duas ocasiões Bruno Paixão apitou para o final de um jogo dos lampiões com estes de cara à banda. Vinte e uma vitórias e apenas duas derrotas (uma delas com os seus amigos corruptos) ajudam a provar que Bruno tem uma espécie de certificado de garantia.

Já agora, os seus amigos andrades irão ter...o portuense Soares Dias. (check)
Quinze jogos apitados aos corruptos, doze vitórias e duas derrotas, ambas curiosamente na ETAR.
Artur parece também cumprir todos os requisitos para um fim de semana onde a lógica terá que prevalecer.


Com estes números e percentagens, quer-me parecer que os adeptos do Sporting voltam a ter 50% de hipóteses de ter uma trombose no fim de semana.