quarta-feira, 5 de novembro de 2014

O sonho comanda a vida

Sporting 4 Gazprom 2

Espectacular noite europeia que ajudará, por alguns dias, a exorcizar alguns fantasmas.
Marco Silva não verá o seu nome associado a Paulo Fonseca.
Bruno de Carvalho verá as suas duras críticas ficarem amolecidas.
Carrillo voltará a sair da lista dos dispensáveis.
Patrício será, de novo, Santo.
Jefferson perderá o apelido Picanha.
Sarr até será um jovem com margem de progressão.
William já não verá o seu bigode associado à má forma.
……e por aí fora.

Claro está que nem tudo foi perfeito, como aconteceu por exemplo com a exibição do nosso adversário no último fim-de-semana.
Os filmes de terror do nosso futebol, ou até do futsal, pareciam repetir-se aquando do auto-golo de Slimani.
Mas a recente capacidade goleadora da equipa, abruptamente interrompida em Guimarães, regressou com classe.
Slimani bisou, mesmo que na outra baliza, já depois da estreia de Sarr …desta vez na baliza certa, do balázio de Jefferson…à la Roberto Carlos e de Nani, depois de um sprint impressionante de Carrillo.
Mas o 2º golo alemão também mostrou as debilidades da nossa equipa, quando Carrillo não acompanhou a penetração do jogador alemão e P.Oliveira abordou mal o timing da dobra.
De qualquer modo o saldo é altamente positivo, pela vitória, pelos euros, pela credibilidade reconquistada, pela reentrada na luta pelo apuramento.

Por falar em apuramento, convém referir que…uma vez mais, o Maribor, aquele grupo de jogadores que até é pior que aquela equipa que levou 6 do porto, voltou a empatar.
Depois do decepcionante empate que o Sporting concedeu na Eslovénia, a equipa que não vale um peido já empatou no terreno do Schalke e, agora, empatou na recepção ao Chelsea.
Mas, se é verdade que o resultado pode tornar-se perigoso para as nossas aspirações, caso queiramos aceder, em última instância, à Liga Europa, eu acredito que esse foi o melhor resultado que podia ter acontecido.
É que o Chelsea poderá ter que ir vencer à Alemanha para garantir o apuramento, enquanto se tivessem vencido na Eslovénia poderia retirar ritmo aos ingleses na visita a Gelsenkirchen.

No próximo dia 25 pede-se casa cheia para garantir a Liga Europa e, quem sabe, começar a sonhar com algo mais.


p.s. Vitória importante do nosso andebol no terreno do ABC (32-33), permitindo que a equipa permaneça no topo da classificação ao mesmo tempo que mata um borrego com alguns anos. Parabéns também para a secção.