domingo, 8 de janeiro de 2012

50 mil nas bancadas mas o Público ficou do lado de fora


O Sporting demonstrou ontem, uma vez mais, que está diferente. Apesar de ainda ter vícios antigos, de praticar jogo limpo e ser institucionalmente ainda demasiado frágil face a ofensivas de diversos quadrantes, já começa a ter comportamentos próprios do meio onde se insere.
O Sporting deixou ontem o jornal Público (ou os seus jornalistas) à porta do Estádio. Uma vez mais a resposta às cíclicas investidas contra os nossos interesses foi rápida e eficiente. 
Claro está que o jornal já fez questão de dizer que accionará todos os meios ao seu dispor para repor a legalidade mas...caros jornaleiros, este já foi!!! 
Tal como já aconteceu esta época com Record, Mais futebol...etc, já lá vai o tempo de darmos a outra face e fomos lestos a punir actos desviantes.
Somos diferentes? Continuo a achar que sim, que temos um ADN diferente dos rivais.
No entanto, para alcançarmos determinados objectivos e visto termos que andar a par com alguns agentes desportivos, é bom passarmos a ser iguais a outros. Porto e Benfica já tomaram atitudes idênticas, e outras bem mais radicais, para defender os interesses dos seus clubes.
Parece que já definimos o rumo a tomar, e serão os media que terão que se adaptar ao novo Sporting.