segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O melão


Já se perspectivava desde há algum tempo, mas parece que Diogo Rosado vai mesmo desvincular-se do Sporting e passar a ser jogador livre.
Esta decisão irá suscitar as habituais críticas dos acérrimos defensores de todo o "produto" da formação, mas a realidade é que, mesmo que todos nós gostássemos de os ver singrar com a camisola do Sporting, a grande maioria acaba por se perder pelos intrincados corredores que vão desde a equipa júnior até aos seniores.
A normal triagem da prolífica cantera leonina sempre teve o condão de aproveitar em escala considerável os seus activos, sendo de longe quem mais potencia a formação, mas é impossível fazê-lo na totalidade,correndo o risco de ver a sua aposta e trabalho ser aproveitado noutras paragens.
No entanto, a acontecer, será tão só a habitual tentativa de dar uma estocada no reino do leão, pois o extremo não tem mostrado asas para voos mais altos.
Já passaram quase 4 anos desde que Diogo Rosado marcou o golo que deu a vitória no nacional de juniores, num último fôlego que permitiu o empate perante o Porto, mas os sucessivos empréstimos a Real, Penafiel e actualmente ao Feirense já sugeriam que a afirmação neste patamar não se está a processar ao ritmo desejado.
Dessa equipa campeã só aproveitámos André Santos e André Martins, enquanto Wilson Eduardo e Adrien estão na forja para um regresso. Vitor Golas e Pedro Mendes ainda estão ligados contratualmente ao Sporting, mas as portas de Alvalade ainda parecem pouco abertas para um regresso. Todos os outros, num plantel de 26 jogadores, já seguiram o seu caminho. É o normal em Alvalade, e o normal no rival desse ano é também que nenhum dos jogadores dessa "colheita" de Porto tenha sequer chegado perto do plantel principal...a não ser que ainda venham a aproveitar Diogo Viana, que nessa época de 2007/08 ainda vestia de verde e branco.
Acredito que o talento de Diogo Rosado nunca atinja performances compatíveis e, se tal acontecer, será ou um erro de diagnóstico do departamento sportinguista (sempre passível de acontecer) ou um amadurecimento tardio do jogador. 
Só depois de aberto é que sabemos a qualidade do melão mas, neste caso, espero que nunca fiquemos com melão.
video