quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

As dúvidas de todos nós


Depois das apresentações à comunicação social dos atletas S.Ribas e R.Neto, mesmo que hoje seja esperada a chegada do (presumível) último reforço nesta reabertura de mercado, o dia de hoje está já completamente virado para o clássico do próximo Sábado.
Não era necessário o jornal O Jogo vir hoje perspectivar a utilização de Schaars a trinco para alterar o imaginário de muitos sportinguistas. Sem Rinaudo, aquela posição fulcral para as tarefas defensivas tem servido como tubo de ensaio a Domingos, mas as experiências têm saído quase sempre frustradas. A aposta lógica e natural após a lesão do argentino recaiu em André Santos, mas dado ter sido picado pela mesma mosca de Pereirinha, rapidamente deu lugar a Carriço, que mesmo não estando talhado para o lugar, a agressividade que impõe nas suas acções camufla as limitações das suas acções ofensivas.
Que me recorde, já por uma vez Domingos optou pela estratégia que o jornal hoje preconiza. Foi na recepção à U.Leiria que apresentámos Schaars, Elias, Matias e Pereirinha, numa vitória arrancada a ferros perante um dos últimos classificados, e num penoso jogo defensivo. As ofensivas leirienses foram constantes, perante a passividade do meio-campo sportinguista e, talvez por isso, no jogo seguinte o treinador leonino lançou Carriço às feras, no jogo da Luz.
A recente lesão do central adaptado obrigou Domingos a tentar novamente A.Santos, novamente com o mesmo resultado.
Sem Carriço e com A.Santos...no banco, é natural que os especialistas em geometria dos jornais desportivos lancem estas opções, mas o historial deste desenho táctico é preocupante, para mais tendo pela frente um meio-campo mais agressivo que o leiriense, e em nítida subida de forma.
Apesar de ter acertado na mouche quando lancei o nome de Carriço para a Luz, já não me parece que vá ter tanta "sorte" arriscando em Renato Neto para este jogo, até porque o jovem brasileiro actualmente está mais vocacionado para actuar como 8, embora...Carriço também tenha sido adaptado, e com maiores limitações com a bola nos pés. No entanto, Neto está a trabalhar com a equipa há pouco tempo, e parece-me uma hipótese mais remota.
Já a troca de Carrillo por Izmailov parece-me mais lógica, para conferir mais consistência ao meio-campo e...resguardar a explosividade do peruano para fases mais adiantadas do jogo.
Já falta pouco para ficarmos a saber se as dores de cabeça de Domingos também serão as nossas.
Aceitam-se apostas, sendo que não será tão difícil quanto acertar no Euromilhões.