sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

O Sporting chamou os bois pelos nomes

Para finalizar a "polémica" das imagens nos corredores de Alvalade, que quiseram servir os interesses de (alguns) dos suspeitos do costume, venho só fazer a referência ao comunicado do Sporting, que visa reparar a tentativa de sujar o nome do Sporting. Pena é que, não bastasse quem se tenta agarrar a qualquer coisa para nos deitar abaixo, ainda alguns sportinguistas se juntam ao coro de críticas sem ao menos parar para pensar ou, caso tenham pensado um minuto, não se tenham apercebido da origem e intenções destas campanhas.
Do extenso comunicado do Sporting, devo destacar os seguintes pontos:

1 - Consideramos que a notícia deste jornal é insidiosa, tendenciosa e parece ser feita com o claro propósito de incendiar ânimos e provocar polémicas inúteis em véspera de um clássico;
3 - Não deixamos, por isso, de condenar e estranhar a escolha selectiva deste Órgão de Comunicação Social e o timing de publicação desta notícia, quando as fotos escolhidas pelo jornal decoram este corredor desde Agosto, tendo já passado por este diversos jogadores e dirigentes desportivos nacionais;
5 - Ainda relativamente a estas imagens, cumpre dizer que no início da época, aquando das vistorias efectuadas, quer pela Liga de Clubes quer pela UEFA, não só foram aprovadas como foram elogiadas as novas imagens dos corredores dos balneários;
6 - Refira-se ainda que o Sporting Clube de Portugal entregou ao Ministro da Administração Interna três dossiers com protocolos assinados com os três grupos organizados de adeptos, e respectivos CD com a identificação de todos os elementos que os compõem, situação esta que pensa ser única em toda a Liga;
7 - Consideramos que a forma como o texto do jornalista Hugo Daniel Sousa é construído, a forma como as imagens são apresentadas e a coincidência desta notícia surgir em vésperas de um Clássico é um comportamento irresponsável do jornal e do seu jornalista. Induz em erro quem a lê e é provocatória e potencialmente catalisadora de violência. O texto expressa também mentiras referindo-se a aspectos xenófobos completamente inexistentes;


Pode no entanto ler-se o comunicado na íntegra, no sítio oficial do Sporting.

Para finalizar, de referir que em declarações à Antena 1, Daúto Faquirá, ex-treinador do Olhanense, diz não se recordar das imagens referidas, aquando da visita a Alvalade na 1ª jornada da Liga. Pois,  as imagens afinal estão pouco conseguidas. De uma vez por todas, o Sporting tem que desistir das imagens em 2D...e passar para as "figuras" em 3D que abundam por outros túneis e corredores. Essa moderna tecnologia é mais eficaz na tarefa de intimidar o adversário.




p.s. Mais de duas horas depois de ter escrito esta crónica, eis que a Liga e Uefa decidem reagir ao comunicado do Sporting, negando o referido no ponto 5. Pelos vistos a polémica ainda vai durar...mais uns minutos.