sábado, 15 de junho de 2013

Refugo

Apesar de Bruno de Carvalho vir hoje dizer que..."se for preciso não sairá ninguém", creio que estas palavras visam simplesmente chegar aos potenciais compradores e aos media, que parecem pensar que o Sporting continua em saldos, a triste realidade de um passado ainda muito recente.
Só a uma meia dúzia de jogadores do plantel sportinguista da época que acabou é que ainda não foi atribuído pela comunicação social um clube ou um preço, mas Rui Patrício é o que está na pole position para o arranque das vendas.
Quase coincidente com as palavras do presidente, o Correio da Manhã lembrou-se hoje de colocar o guarda-redes leonino na agenda benfiquista.
Poderia terminar esta publicação neste momento, porque o referido jornal tem uma credibilidade de tal ordem que só o facto de referir a origem da notícia seria suficiente para não ser necessário fazer mais algum comentário.
No entanto, para os mais distraídos ou que chegaram hoje de Marte, vou reproduzir as palavras de tão nobre publicação:



"Luís Filipe Vieira gostaria de ver o guarda-redes de águia ao peito e já deu conta do desejo a dirigentes leoninos. Está disposto a pagar e ceder jogadores
Luís Filipe Vieira sondou dirigentes do Sporting sobre a possibilidade de Rui Patrício se mudar de Alvalade para a Luz. O CM sabe que aquilo que parecia impossível há bem pouco tempo se abre como uma excelente oportunidade, na perspetiva do presidente dos encarnados, que não esconde a sua admiração pelo internacional português, titularíssimo da baliza do leões e da Seleção.
Além do dinheiro a pagar ao Sporting, que seria negociado entre os dois clubes, Vieira está na disposição de facilitar a cedência de jogadores que possam interessar ao técnico Leonardo Jardim. Nolito, Kardec e Hugo Vieira são alguns dos jogadores que poderiam entrar na operação. A alimentar o otimismo de Vieira na concretização deste sonho estão as boas relações entre as direções. Benfica e Sporting têm mantido um relacionamento cordial desde que Bruno de Carvalho tomou posse em Alvalade. A aproximação tornou-se ainda mais evidente após o corte de relações entre Sporting e FC Porto. O CM sabe que Vieira já confidenciou, em círculos próximos, querer ajudar o Sporting , que vive um dos períodos mais críticos da sua história.
Patrício é um dos ativos dos leões mais procurados no mercado e, tudo indica, irá mesmo deixar Alvalade neste defeso, para permitir ao clube fazer um bom encaixe financeiro. Liverpool, Mónaco, Zenit e Milan são alguns clubes apontados como destinos prováveis do jogador." 


Independentemente das boas relações que a notícia afirma existirem actualmente, entre as direcções de ambos os clubes, há um ditado que diz:

Amigos, amigos...negócios à parte!

Para corroborar este ditado, está uma frase de Bruno Carvalho, proferida no dia 28 de Maio ao jornal O Jogo:

"...não vai haver negócio nenhum para o FC Porto nem para o Benfica."

Caso não fossem suficientes todos estes dados para considerar esta notícia mais um delírio do CM, os nomes apresentados como moeda de troca são os indicados para ter uma trombose, de tanto rir. 
Quem, no seu prefeito juízo, acreditaria que a direcção do Sporting iria aceitar o refugo do Benfica, por troca com o guarda-redes titular da selecção nacional e uma das referências dos adeptos leoninos?
Sem querer ofender o refugo!!
Ok, se os clubes estão assim tão próximos e cooperantes, proponho que o Sporting adquira Enzo Pérez e em troca envie Gelson, Pranjic e Ventura...para ajudar o clube encarnado, que também estará a passar um período conturbado, depois dos traumas recentes.