sexta-feira, 18 de maio de 2012

Sporting 7 Lokomotiv 10

E acabou de forma inglória mais uma participação leonina no Mundialito de Clubes de Futebol de Praia.
Se no ano passado morremos na praia, ou seja, na final, este ano a final não passou de uma miragem.
Já se sabia que esta equipa russa era forte e, possivelmente, será a vencedora do evento, se as areias não se tornarem movediças, mas hoje o Sporting só foi inferior ao seu rival em determinados momentos defensivos e, definitivamente, na sorte do jogo.
A eficácia ofensiva dos russos, até determinada altura, foi irritantemente mortal, e até os buracos quiseram aliar-se aos seus remates. Ao invés, as sucessivas tentativas leoninas ou esbarravam nas pernas adversárias (desconfio terem jogado com pernas a mais) nos ferros ou, pasme-se, nos próprios jogadores sportinguistas.
Numa altura que podíamos ter reduzido para 2 golos, ainda com 4 minutos para jogar, um jogador do Sporting foi capaz de atirar de cabeça à barra uma bola que estava a entrar na baliza.
Não vale a pena chorar mais sobre o azar que parece que nos persegue, em determinadas alturas, e resta esperar que no Domingo se faça justiça ao clube e aos adeptos, que merecem bem mais.