sábado, 16 de junho de 2012

Já faltou mais


Terminou o terceiro jogo do play-off do título e segunda vitória para os bi-campeões nacionais.
Tal como se perspectivava, mais um jogo típico entre os dois eternos rivais e expoentes máximos da modalidade. 
Uma vez mais o jogo foi decidido pela margem mínima e por pequenos pormenores, mas que vieram premiar a equipa que mais fez para o merecer.
Do outro lado também houve uma equipa que faz por merecer, mas faltariam adjectivos para descrever o que lhe seria atribuído.
Não é de agora que digo isto, pois em anteriores crónicas e intervenções que costumo fazer já referi que esta secção do Benfica deve ser, desde há anos, a que conseguiu juntar o maior número de provocadores e personagens que envergonham qualquer adepto.
Não é esta final que faz emergir a falta de carácter de determinados sujeitos, pois é fácil recordar as atitudes reincidentes de Bebé, Vítor Hugo, César Paulo, Ricardinho, Diego Sol ou Gonçalo Alves. A expulsão do craque encarnado nem é de estranhar, porque consegue aliar a imenso talento uma tendência exacerbada para atitudes que em nada o beneficiam. Já de estranhar é ver o pacato Marcão a tentar agredir um jornalista, pelo que pode constatar-se que o anti-desportivismo é contagioso, quando se frequenta determinados ambientes por períodos prolongados.
Infelizmente a RTP não nos concedeu  o direito de ouvir as opiniões dos intervenientes, pelo que teremos que esperar por outras fontes para saber o que vai na alma de uns e outros, e saber que justificações encontram os outros para determinado tipo de atitudes.
O Sporting venceu por 2-1 o jogo, vence a eliminatória também por 2-1 e é desejável que consiga amanhã o tri-campeonato pois, arriscar levar a negra para o Pavilhão da Luz, depois de ver como se comportam os seus atletas em território hostil, seria um autêntico "suicídio".
Nota negativa também para algum do público sportinguista presente que pode prejudicar o clube. Ao enviar, por inúmeras vezes, objectos para o recinto de jogo deram motivos para queixas sem sentido mas também para alguns castigos que só vão prejudicar a instituição.