sábado, 7 de setembro de 2013

Ontem não Markou?

Tal como referi em tempo oportuno, ontem foi dia de selecção e, tivéssemos ou não vencido, hoje as capas dos jornais estariam pintadas com as nossas cores.
Salvo seja.
As nossas cores resumem-se, actualmente, a uma das partes da bandeira...mas resta a gola do equipamento, ainda com um chamativo verde.
Devo dizer que, mesmo que não compre jornais desportivos há anos, apraz-me constatar que as publicações desportivas não tiveram Markovic na capa, por um dia.
Sim, por acaso reparei que a selecção da Sérvia continua a ocupar uma área considerável das suas capas mas, de forma prudente, foi reduzida para um tamanho menos chamativo.
Já que falo em Sérvia, e dado que este é o tema do momento em Portugal, a seguir ao incêndios e aos bombeiros dramaticamente falecidos, aos contratos swap ou às decisões do Tribunal Constitucional, foi com uma profunda desilusão que constatei a precoce eliminação de uma das melhores selecções de Portugal, do próximo Mundial de futebol.
Apesar da espinha dorsal da equipa ter uma qualidade acima da média, os atletas que ainda não jogam em Portugal acabam por torná-la numa selecção ao alcance de qualquer uma.
Aliás, com um pouco de jeito e ainda acabam em último lugar do grupo.
Já a equipa nacional, outra das melhores selecções de Portugal, tem uma espinha dorsal...o cachaço, o lombo e a gola da camisola com carimbo do Sporting. No entanto, talvez por ter alguns atletas sem este selo de garantia, acaba por também passar dificuldades no apuramento para o Mundial.
............................................................................................................
Passado este período de tréguas do nosso campeonato, acredito que amanhã a normalidade seja reposta e que a estrela sérvia volte a ocupar o espaço que, aparentemente, merece.
Se é verdade que aquele slalon pela defesa do Sporting foi amplamente consentido, nada impede os nossos jornais de fazer dele o herói do momento, mesmo que ele seja somente quase titular na equipa quase campeã nacional.
Apesar das diferenças serem tantas como as parecenças, a histeria com Markovic tem algumas semelhanças com a ilusão em Hugo Leal, quanto também ele era um teenager.
Também por essa altura, um golo foi suficiente para catapultar o jovem para um estrelato que se foi apagando, com o passar dos anos.
Eu sei que Markovic tem um pouco mais de futebol nas pernas mas, tenho sempre a tentação de usar a memória para fazer as inevitáveis comparações.
Às vezes, estas analogias não jogam a favor dos atletas, pois passam o tempo a ser escrutinados.
Por isso é que prefiro que William Carvalho não seja comparado a qualquer Patrick Vieira ou Montero a qualquer Falcão.
Antes isso do que algum doido, como eu, vir desenterrar Hugo Leal...como exemplo de uma estrela que se tornou cadente ainda antes de brilhar o suficiente.


Hugic Lealic vs Lazar Markovic