sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Uma questão de pressão

Arranca hoje a jornada 6 da Liga Zon.
O Porto recebe o Guimarães para tentar manter um estatuto que não deverá encontrar paralelo em muitos campeonatos do mundo.
Fez, anteontem, 5 anos da última derrota caseira da equipa azul-e-branca.
Cinco longos anos, provavelmente com uma esmagadora maioria de jogos vencidos justamente mas, porventura, com alguns jogos vencidos com ajuda divina.
No entanto, as estatísticas acabam por apagar todas as incidências dos jogos, e passam a perdurar tão só os feitos.
Alargando um pouco mais o espectro, também é de salientar que essa mesma equipa sofreu apenas uma derrota nas três últimas épocas, algo que parece ser possível só em campeonatos do 3ª Mundo...mesmo que queriam apontar à nossa Liga atributos de um campeonato de topo.
Olhando ainda um pouco mais atrás, a equipa nortenha perdeu dez (10) jogos nas últimas 6 épocas, o mesmo número de derrotas que tivemos na nossa triste época 2012/13.
Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.
Se não foi normal a nossa época, não me queiram fazer crer que é normal a contabilidade portista.

O Sporting jogará apenas amanhã, já sabendo...por quantos venceu o Porto.
Não sei o que pensará Vítor Gaspar da chuva deste fim-de-semana, e se poderá voltar a ter influência na economia portuguesa mas, em relação ao Sporting, eu desconfio que poderá não ser benéfica.
Parece-me boa estratégia começar já a arranjar descuplas, bem à portuguesa, caso o resultado não seja aquele que desejamos, e nada melhor que uma boa chuvada para servir de "bode-respiratório".
Como é sabido temos uma equipa jovem, e a maioria ainda usa braçadeiras, pelo que não sei como se comportarão caso o nível da água esteja demasiado elevado.
A equipa também apresenta um meio campo demasiado "leve", e poderá ser jogo para Rinaudo dar o seu contributo.
Quando o argentino fizer um tackle só conseguirá parar fora do Estádio Axa, mas pode ser que encontre Paulo Baptista pelo caminho.

Um pouco antes jogará o Benfica, que irá receber o Belenenses, que está em zona de despromoção.
Seria um óptimo jogo para a equipa do Restelo dedicar um bom resultado a Van der Gaag (ao qual desde já desejo o melhor), mas não sei o que os diversos agentes do futebol acharão desta minha ideia.
Por falar em Benfica, ontem li que a selecção de Gibraltar vai disputar os jogos de qualificação para o próximo Europeu no Estádio do Algarve.
Dada que o único estádio do território não cumpre os requisitos da UEFA e a Espanha não permite que a selecção jogue no seu país, o escohido pela selecção do "Rochedo" foi o Estádio Loulé/Faro.
Há uns anos atrás também este estádio foi escolhido para um Estoril-Benfica, disputado quase à mesma distância dos jogos do "Rochedo".
Nesse caso, fizeram de todos nós uns calhaus.

No lançamento do duelo de Sábado, Jorge Jejuns disse que se não tiver pressão não se sente bem.
Será que vai sempre de metro, para os treinos?
Disse também que: "Quanto ao plantel, parece-me que este tem mais quantidade do que tinha no ano passado».

E eu a pensar que a quantidade não era uma questão assim tão subjectiva, ao contrário da qualidade.