terça-feira, 24 de setembro de 2013

Sinal mais

É verdade que quase todos ficámos desiludidos, frustrados e/ou deprimidos, com o empate caseiro com o Rio Ave.
Vistas as coisas, caso Xistra tivesse marcado aquele penalti, a poucos minutos do final, talvez estivéssemos de novo a liderar a classificação, tal como o fizemos nas duas primeiras jornadas.
Eu, por natureza, tenho a tendência de tornar os cenários futuros obscuros, por forma a sofrer menos, caso venham a concretizar-se os receios.
É um pessimismo defensivo, de modo a preservar a sanidade mental intacta.
Contudo, em privado tenho a tendência em sonhar alto e antever, inúmeras vezes, cenários idílicos.
Apesar de considerar que o Sporting não é candidato ao título e saber que, de acordo com Bruno de Carvalho, não podemos passar da pior para a melhor época de sempre, por vezes gosto de pensar que o Sporting pode misturar-se com os potenciais pretendentes ao ceptro nacional.
No entanto, socorrendo-me da opinião do presidente, nada melhor que me agarrar à época passada para fomentar este optimismo.
Deste modo, gosto de comparar a presente época, mesmo que já tenhamos perdido por duas vezes pontos em casa, com a anterior.
Já na passada semana fiz referência aos ganhos e perdas relativas, e se é certo que perdemos um lugar na classificação, as diferenças continuam todas iguais.
O Sporting continua a ser a equipa que mais ganha, como se pode ver no quadro em anexo, mas de igual modo (ainda) lidera nos ganhos, relativamente ao confronto com os mesmos adversários da época passada, olhando unicamente para os 3 grandes …e o Braga, que tanto quer entrar nestas contas.


Classificação à 5ª jornada
Clube
Class. 2012
Pontos 2013
Pontos 2012
Diferença Pontual
Porto
13
11
+2
Braga
12
10
+2
Sporting
11
6
+5
Benfica
10
11
-1
Estoril
8
6
+2
Guimarães
11º
7
5
+2
Nacional
14º
7
5
+2
Gil Vicente
7
6
+1
Marítimo
10º
7
5
+2
10º
Rio Ave
13º
7
5
+2
11º
Arouca
-
6
-
-
12º
Olhanense
15º
5
4
+1
13º
Setúbal
4
6
-2
14º
Académica
11º
4
7
-3
15º
Belenenses
-
3
-
-
16º
P. Ferreira
1
6
-5


Se o Sporting ganhou 2 pontos em Coimbra e 1 contra o Benfica, relativamente à época 2012/13, o empate com o Rio Ave configura o ganho de mais 1 ponto, mesmo que choremos a perda (ou o roubo) de 2 pontos.
Esta perda de pontos faz-me recordar um empate 2-2 em São Miguel, com o Santa Clara, na época de estreia dos açorianos (1999/2000), em que também se começaram a fazer contas logo à primeira jornada.
Schmeichel ainda fez uma defesa brilhante, que permitiu viajar com um miserável ponto na bagagem, mas a ideia que ficou foi de termos perdido 2 pontos, logo na estreia.
A verdade é que, provavelmente, até ganhámos 1…tendo ainda em conta que o árbitro desse jogo chamou-se Martins dos Santos.

Mas, se o Sporting ganhou 4 pontos no comparativo com iguais jogos da época passada, o Braga recuperou 2…e recebe os leões na próxima jornada.
Dado que vencemos em Braga, no final da época passada, é impossível recuperar pontos para esta contabilidade particular, havendo sérias hipóteses de vermos reduzido o saldo actual.
Já o líder Porto perde 2 pontos e os encarnados perdem 5 pontos, fruto do empate com o Sporting (-2 pontos) e derrota no Funchal (-3 pontos).
Se é verdade que esta contabilidade pode continuar a ser feita, ela só se justifica enquanto o Sporting prosseguir com saldo positivo mas, essencialmente, enquanto mantiver os seus rivais no ponto de mira.
Caso esse paradigma mude teremos que encontrar novas metas, dado que o Sporting não traçou nenhuma, para a época em curso.