quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Sorriso maroto

Se por um lado os convocados do Sporting para o jogo do próximo Sábado ainda estão no segredo dos deuses, por outro lado (não menos importante) já é conhecido o convocado pela Liga, para o jogo de Alvalade.
Carlos Xistra, de Castelo Branco.
Na época passada não ganhámos nenhum jogo apitado pelo albicastrense mas, convenhamos, ganhámos poucos jogos.
No entanto, temos com Xistra um historial digno de um filme de terror.
Logo à 3ª jornada empatámos na Madeira, num jogo que ficou marcado pelo livre inventado por Xistra, que ditou o golo do Marítimo já no final da partida.
Como diz BdC, no início das épocas fabricam-se campeões ou afastam-se candidatos.
Esse arranque de época também foi marcante, para as nossas aspirações.

Xistra fez-nos depois uma visita a Alvalade, onde de novo empatámos 1-1, com o Guimarães.

Desse jogo não me recordo se houve casos ou situações embaraçosas, para o homem do apito.

Quando nos aparece alguma passarada pela frente, gosto também de ir ver a sua prestação com os rivais.
O Porto venceu os seus três jogos com Xistra, entre eles o decisivo jogo em Braga.
Dada a recente polémica entre Sporting e Porto, ficou apresentado.
Mas na época 2011/12 também esteve Xistra no começo do campeonato.
Na jornada 1 apitou o Sporting 1 Olhanense 1, e não se intimidou com um estádio quase cheio de um público ansioso por uma época que também prometia.
De tal modo entrou descomplexado que fechou os olhos a um penalti descarado, logo aos 10 minutos de jogo, num lance com a mão em que Djalol já se preparava para assistir um colega para golo.
O Porto, entretanto lá ganhou os seus jogos dessa época, com o amigo Xistra.
Na época 2010/11 perdemos os dois jogos com Xistra.
Um na Luz,logo na 5ª jornada, e outro na Choupana.
O Porto ganhou na Luz, goleou o Marítimo e, surpresa, empatou em Guimarães.
Na época 2009/10 o Sporting empatou em casa com o Belenenses, logo à 7ª jornada e, ALELUIA...vencemos à Naval por 1-0, na Figueira da Foz.
Se os dados que encontrei estiverem correctos, é preciso recuar até Dezembro de 2009 para encontrar um jogo oficial apitado por Xistra, que o Sporting tenha conseguido vencer.
É também curiosa a casualidade que Xistra nos caia do céu, no início de cada campeonato.
Parece estar predestinado a assombrar-nos e a colocar-nos em sentido, para não nos iludirmos.
Assim, é com alguma curiosidade mas com muito receio que espero pelo que poderá acontecer em Alvalade.
A comunhão de forças entre a equipa e os adeptos podem mover montanhas mas, como vimos na 4ªfeira em Portimão, a comunhão de um apito com uma boca pode erguer montanhas.
Mas, se há coisa que ainda me irrita mais do que uma arbitragem tendenciosa, é uma arbitragem tendenciosa com um árbitro sorridente, que parece divertir-se com os acontecimentos.
São vários os sorrisos Colgate que me recordo, como o enervante Paulo Costa, que felizmente já se retirou...mas deixou lá o irmão.
É verdade qua temos alguns mais circunspectos, como Jorge Sousa, que vai fazendo o seu serviço sem mostrar arrependimento, mas já Capela gosta de mostrar descontracção. Abre muito a boca mas fecha muito os olhos. Deve ter algum problema de coordenação de movimentos.
Pedro Proença também é muito afectivo, e nem se nota que o sorriso foi remendado, depois de um episódio no Colombo.
Já Benquerença tem ar de gozo...ou não fosse primo do Quim Barreiros, mas não é no Estádio dos Barreiros onde ele mais se ri.
Bruno Paixão tem um sorriso mais amarelo, mas quando mostra vermelhos a jogadores do Sporting nota-se melhor o esmalte.
Xistra, o último da imagem....tem sorriso maroto...lá isso tem.

Parece que a qualquer momento vai fazer alguma!!