sexta-feira, 6 de julho de 2012

Banho-Maria


Longe vão os tempos em que o arranque da pré-época tinha uma alta carga simbólica. A esmagadora maioria dos jogadores apresentava-se nesse dia e alguns reforços eram quase só conhecidos por essa altura, onde se acotovelavam adeptos ansiosos por novidades e jornalistas para dar conta dos acontecimentos.
Para quem vivia longe do ponto de interesse, as rádios tinham directos de Alvalade mas para ver escrito preto no branco os nomes dos ídolos teríamos que esperar uns dias até sair uma das edições do jornal desportivo da época.
Mudam-se os tempos...mudam-se as vontades, e agora vamos sabendo do triste desenrolar deste dia quase igual aos outros, fruto das novas tecnologias que nos vão dando um sombrio desfilar de jogadores e da rotina para o dia de hoje.
O plantel da actualidade, repleto de estrangeiros e de jogadores internacionais, condiciona um recomeço dos trabalhos com alguma normalidade e até Labyad, o reforço mais mediático e em quem os sportinguistas depositam grandes expectativas virá picar o ponto mas irá passar uma temporada em Londres, ao serviço da selecção marroquina.
Muitas são as indefinições, mas mais pernicioso que não sabermos quem fica é ainda não sabermos que vem para colmatar as várias lacunas.
Certos estarão a maioria dos que contribuíram para uma última época negativa bem como os regressos de Adrien, Cedric ou Wilson Eduardo que tentarão fazer esquecer, entre outros, João Pereira, André Santos e Polga.
Hoje dizem-nos os jornais que Bojinov, Luís Aguiar e Rodriguez serão dispensados, e a relativa alegria de nos vermos livres de pesos mortos nem nos farão pensar nos quase 3 milhões que se pagou pelo búlgaro há menos de um ano, e das sempre incógnitas luvas e comissões a uma miríade de intermediários.
O nº 1 na pontualidade foi Vítor Golas, ele que também deverá ser o número 1 da equipa B.
Já Patrício foi menos ágil e junta-se a Schaars,  Matías Fernandez, Izmailov, Elias, Carrillo, Onyewu e Wolfswinkel nos que têm autorização para se apresentar mais tarde.
Enquanto não são anunciados o central e o ponta-de-lança que todos anseiam, ficaremos à espera das não menos importantes novidades sobre qual será o destino de Ribas, Renato Neto, Evaldo ou Turan, só para citar alguns dos que poderão, ou não, vestir a nossa camisola nesta época que hoje começa.
Tudo em banho-maria, portanto, até começar a rolar a bola, porventura com um qualquer Bobadelense ou  Ponte de Frielas, em que os adeptos estarão logo disponíveis a traçar o destino para a longa época, para o bem ou para o mal.